- Publicidade -

Operação 404: polícia fecha sites de streaming ilegal e comércio pirata de jogos no Brasil

Criminosos violavam direitos autorais e instalam malwares nos aparelhos dos usuários
Créditos: Divulgação/MSPJ

Realizada na manhã da última terça-feira (21), a quarta etapa da Operação 404 resultou na prisão de 10 pessoas e no bloqueio de mais de 700 meios que promoviam a pirataria digital. A ação conjunta do Ministério da Justiça e Segurança Pública com as policiais civis de 11 estados estima que a distribuição ilegal de conteúdos causa prejuízos anuais na casa dos R$ 366 milhões.

A operação envolveu o cumprimento de 30 mandados de busca e apreensão e resultou no bloqueio de 266 sites e 462 aplicativos de streaming pirata. A investigação afirma que os acusados capturavam ilegalmente o sinal de canais de televisão fechada e os repassavam para assinantes de serviços piratas.

Os criminosos também atuavam no mundo dos games através das conhecidas “contas fantasmas”, através de lojas como a LeGames (cujo site já está indisponível), que promete ser “a maior e melhor loja de games digitais do Brasil”. Ela operava um serviço conhecido como “Leflix”, que oferecia acesso mensal a diversos games em “contas secundárias” por R$ 47,99 mensais.

Os acusados mantinham planilhas com nomes de jogos, as plataformas nas quais eles eram disponibilizados, e os diversos e-mails de acesso atrelados à PlayStation Network. Segundo o delegado Wagner Carrasco, os lucros de vendas de jogos em contas fantasmas podia chegar a até R$ 20 mil por mês.

Agentes cumpriram mandado no metaverso

A nova etapa da Operação 404 também foi marcado pelo cumprimento de um mandado de busca no metaverso. Segundo Alessandro Barreto, coordenador de Operações Cibernéticas da Secretaria de Operações Integradas (Seopi) explicou ao G1, o universo virtual era usado para criar mapas e eventos onde eram cooptadas pessoas interessadas em assinar os serviços ilegais.

- Continua após a publicidade -

O principal crime realizado pelos suspeitos foi o de violação de direito autoral, que prevê pena de reclusão de dois a quatro anos, além de multa para quem distribuiu conteúdos protegidos. Os consumidores também estão sujeitos a penas que variam de três meses a um ano de prisão, ou multa.

Nintendo ganha US$ 12 milhões em processo contra site de pirataria de ROMs

Nintendo ganha US$ 12 milhões em processo contra site de pirataria de ROMs

Segundo os investigadores, 65% dos aplicativos bloqueados também roubavam informações pessoais de seus usuários. Em troca do oferecimento de músicas gratuitas, eles instalavam um malware que capturava informações de transações bancárias e outros dados sigilosos presentes nos aparelhos dos usuários.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: G1, MeuPS, Agência Brasil
Tags
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.