- Publicidade -

Tetris completou 38 anos; confira detalhes da história de sucesso do game

Clássico nasceu nos PCs durante o período da guerra fria
Créditos: Shutterstock

O jogo eletrônico Tetris completou 38 anos no dia 6, e acredito que esse atemporal jogo merece ser lembrado, ao menos alguns fragmentos de sua história, afinal, trata-se de um titulo criado em 1984 da forma mais inusitada possível e em plena guerra fria, mas que segue relevante até nos dias atuais.

Criado por Alexey Pajitnov, um engenheiro de software da Academia Soviética de Ciências de Moscou durante a guerra fria, o titulo acabou sendo um estrondoso sucesso e ganhando milhares de ports e versões alternativas. Quem teve um Brick Games nos anos 90 sabe disso. 

O curioso é que apesar de ser um conceito simples e viciante, o jogo nasceu sem a pretensão de ser o gigante titulo que se tornou. Logo, Tetris em seus 38 aninhos tem muita história para contar.

Como tudo começou

Quando Tetris foi criado, ele não havia sequer sido pensado para ser um jogo eletrônico, o seu real objetivo era o de apenas servir como um programa de testes para o computador soviético Electronika 60, pois naquela época, Alexey Pajitnov havia sido incumbido de realizar diversos testes no novo computador soviético, então para isso decidiu escrever um programa de teste simples, mas usando como base um brinquedo de sua infância, o pentomino - Um quebra-cabeça antigo que consiste em combinar várias formas diferentes de modo que possa ser organizadas dentro de uma caixa de madeira.

- Continua após a publicidade -

O que para a sua surpresa se demonstrou um programa simplesmente viciante, como ele mesmo apontou em uma entrevista por telefone a CNN em 2019.

"Eu não conseguia parar de jogar esta versão protótipo, porque era muito viciante juntar as formas", disse ele.

Isso fez com que o jogo se tornasse extremamente popular entre os programadores com acesso a um Electronika 60 na União Soviética, então foi questão de tempo até que começassem a pressionar Pajitnov uma versão para o IBM PC, que não só possuía recursos gráficos como também possuía mais memoria, além de ser uma plataforma já difundida pelo globo. Enquanto o Electronika 60 não possuía gráfico raster, e Pajitnov usou de texto para criar o design do programa.

Ultrapassando fronteiras

Pajitnov acabou incumbindo a tarefa de levar Tetris para a IBM PC ao então jovem, Vadim Gerasimov, na época um estudante de 16 anos que estava em trabalho de verão no mesmo escritório.

- Continua após a publicidade -

A partir desse momento Tetris explodiu por toda a União Soviética, chegando ao ponto de que era impossível não encontrar um computador que não tivesse Tetris nele. Inclusive rumores apontavam de que o jogo havia chegado alcançado outros países, tudo na base do compartilhamento de disquetes e o famoso boca a boca.

Nesse ponto, Pajitnov não ganhava dinheiro algum com a criação e tampouco cogitava, pois entendia que a ideia era uma propriedade do Estado. Qualquer individuo que fosse pego negociando com o ocidente era punido com prisão.

Foi então que Robert Stein, dono da empresa de softwares Andrômeda com sede na Hungria, em 1986, entrou em contato com Pajitnov na busca de comprar os direitos para vender Tetris como um jogo de computador - Stein havia tido contato com o jogo e estava disposto a oferecer uma quantia significativa de dinheiro para garantir a negociação.

"Meu inglês era muito ruim na época, então reuni algum tipo de resposta positiva, dizendo que estávamos muito felizes em receber a proposta e que algum acordo poderia ser feito", Disse Pajitnov

 

Os desafios para conseguir os royalties

Stein interpretou a conversa com Pajitnov como um sinal para começar a produção do jogo no ocidente. Assim, começou rapidamente a produção do jogo, porém, não tardou para que ele recebesse um comunicado do governo Soviético questionando a negociação.

Como negociar com o ocidente acarretaria problemas para Pajitnov, ele recorreu ao governo russo para intermediar. No comunicado eles apontavam que os direitos de Tetris não haviam sido cedidos oficialmente, logo a distribuição comercial era ilegal.

O que deu inicio a uma longa e difícil negociação, fazendo com que Tetris fosse publicado comercialmente no Reino Unido e nos EUA em 1988. Não bastando as dificuldades em se negociar com o governo Russo, uma disputa por royalties se seguiu e chegando a perdurar por anos.

Nintendo e a ascensão de Tetris

Se por um lado problemas se seguiram por anos, mesmo que Pajitnov não tivesse qualquer intenção inicial de fazer dinheiro com Tetris, quando Henk Rogers entrou na história, as coisas começaram a dar certo.

Rogers havia publicado Tetris no Japão para o Famicom da Nintendo, mas teve teve que lidar com diversas empresas se posicionando como detentoras da marca e exigindo os devidos royalties. E como a Nintendo estava prestes a lançar o seu Game Boy fora do Japão em 1989, ele percebeu que o portátil e Tetris seria a combinação perfeita.

Ele não pensou duas vezes e correu para fechar um acordo com a Big N e viajou até a Rússia para negociar diretamente com o Elorg (Electronorgtechnica, organização soviética responsável pelas exportações de software e hardware).

Depois de uma longa negociação ele voltou para o ocidente com um contrato assinado do Tetris para Game Boy na maleta e com a amizade de Pajitnov, que segundo o próprio Rogers, "Alexey era o único cara na sala que realmente sabia alguma coisa sobre jogos" durante as reuniões em que se encontraram.

Essa versão para Game Boy de Tetris vendeu cerca de 35 milhões de unidades e fez com que o console se tornasse um dos mais bem sucedidos de todos os tempos. Sendo inclusive a melhor versão de Tetris na opinião do próprio criador, Pajitnov, pois sintetiza o mantra do jogo "fácil de aprender, difícil de dominar” 

O legado de Tetris

Em 1996 Pajitnov e Rogers fundaram juntos a Tetris Company para lidar com todos os direitos do jogo, inclusive comprando a Elorg, que havia deixado de ser uma estatal e se tornou uma empresa privada. Com a aquisição eles tiveram direitos absolutos em qualquer derivado relacionado a Tetris.

Quem diria que um jogo que nasceu com o objetivo de ser um mero e simples programa de teste se tornaria um sucesso absoluto em todo o mundo. Se tornando parte da cultura pop e facilmente identificada até mesmo por aqueles que tiveram pouco contato com jogos eletrônicos.

Enfim, hoje em dia é possível encontrar partidas de Tetris com 10 milhões de views no YouTube. Um número que talvez Pajitnov nunca imaginou alcançar enquanto buscava maneiras de trabalhar com um Electronika 60 com menos memoria que uma calculadora.

eFootball 2022 Mobile está disponível: veja se o seu smartphone é compatível e como baixar

eFootball 2022 Mobile está disponível: veja se o seu smartphone é compatível e como baixar
Atualização da franquia PES chega gratuitamente para celulares e tablets com Android e iOS (iPhone e iPad)

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: CNN Style
Tags
  • Redator: Diogo Batista

    Diogo Batista

    Um apaixonado por games e filmes de horror desde criança, amante de metal extremo e um pai orgulhoso. Começou a produzir conteúdo na internet quando tudo ainda era mato e não parou mais.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.