- Publicidade -

Ex-vice presidente do Xbox questiona impactos do Game Pass sobre a indústria

Ed Fries teme que os games tenham o mesmo destino que o Spotify trouxe ao mundo da música
Créditos: Divulgação/Microsoft

Um dos responsáveis pelo lançamento do Xbox original, Ed Fries expressou recentemente algumas preocupações sobre o impacto que o Game Pass pode trazer na indústria em geral. Segundo o ex-presidente de publicação da marca, o serviço é capaz de mudar totalmente a maneira como os consumidores acessam games, de forma semelhante ao que a Spotify fez com a música.

Em uma participação no Xbox Expansion, Fries se disse “assustado” pelas possibilidades que o sucesso do sistema pode trazer. Para ele, isso poderia criar um futuro no qual as pessoas não compram mais jogos e dependem exclusivamente de sistemas de assinatura para acessar um vasto catálogo.

Conforme explicou o executivo, algo semelhante aconteceu com o mundo da música, que atualmente é dominado para Spotify. Ele afirma que, ao mesmo tempo em que isso garantiu um maior acesso aos consumidores, trouxe diversos prejuízos a músicos e gravadoras — algo que ele teme que também possa acontecer na indústria de games.

Fries diz que o Xbox Game Pass o deixa nervoso

O comentário sobre o Game Pass surgiu no momento em que Ed Fries foi questionado sobre o que mudaria na estratégia atual do Xbox — ao que ele respondeu que o sistema o deixa “nervoso”. “Porque há uma coisa análoga chamada Spotify que foi criada para o negócio de músicas... E quando o Spotify dominou, ele destruiu o negócio das músicas”, explicou.

Quero diz, ele literalmente cortou as receitas anuais do negócio de músicas pela metade e fez com que as pessoas não comprassem mais canções”, continuou Fries. “Então temos que tomar cuidado para não criar o mesmo sistema no negócio de games. Quero dizer, esses mercados são mais frágeis do que as pessoas percebem”.

- Continua após a publicidade -

Enquanto os pontos do executivo são válidos, eles ignoram que hoje o mercado da música movimenta aproximadamente US$ 25,9 bilhões — valor que era de US$ 15 bilhões quando o Spotify estreou. Além disso, embora a música digital seja o meio dominante, mercados como as vendas de vinis ressurgiram em tempos recentes e ajudam a garantir a sobrevivência de músicas no formato físico. 

Enquanto a Microsoft afirma que o Game Pass ajudou na venda de jogos, esse nem sempre é o caso: os desenvolvedores de Furi afirmaram que não vão lançar uma atualização para a plataforma pelas baixas vendas de seu jogo nela. Segundo eles explicaram ao Waypoint, jogos pequenos que não saem diretamente no serviço sofrem cada vez mais com a possibilidade de serem totalmente ignorados.

Com mais de 25 milhões de assinantes ao redor do mundo, o sistema tem se provado um grande sucesso para a Microsoft e inspirado as ações de empresas concorrentes. Esta semana a Sony lançou na Ásia a nova versão da PlayStation Plus que garante acesso a um catálogo extenso de títulos do PS4, PS5 e clássicos do PS1 e PS2 — no entanto, a empresa afirma que não pretende trazer seus grandes lançamentos de dia 1 para o serviço como forma de valorizá-los e mantê-los sustentáveis.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Kotaku
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.