Créditos: Kelly Sikkema/Unsplash
- Publicidade -

Crianças que jogam mais de 1 hora por dia têm QI mais alto

Estudo foi realizado pela Universidade de Amsterdam e publicada na revista Scientific Reports

Aparentemente, todas as reclamações dos pais estão erradas. Isso porque um novo estudo mostra que crianças que passam mais horas em jogos online são capazes de aumentar a inteligência. A conclusão é de pesquisadores da Universidade de Amsterdam, na Holanda, e do Instituto Karolinska, na Suécia, publicada na revista Scientific Reports nesta semana.

De acordo com a pesquisa, crianças que passam uma hora por dia jogando e, durante dois anos, aqueles que aderiam à prática por mais tempo apresentaram um aumento de aproximadamente 2,5 pontos de QI maior em relação aos demais.

Por outro lado, outros hábitos não geraram resultados positivos. Crianças que consumiram conteúdos de vídeo em televisão ou online por cerca de 2h30 e utilizou redes sociais por 30 minutos, não apresentaram, não apresentaram diferenças significativas no índice de inteligência estipulado pelos cientistas.

Os testes aconteceram com 5.374 crianças - um quando elas tinham idades de 9 e 10 anos e depois anos depois, quando tinham 11 e 12. Os cientistas avaliaram habilidades cognitivas gerais para medir o índice de inteligência. Entre as tarefas cobradas estão a compreensão de leitura e vocabulário, atenção, memória e autocontrole, processamento viso-espacial – a capacidade de imaginar objetos tridimensionais, por exemplo – e aprendizado ao longo de uma série de tentativas.

Os pesquisadores também pediram para as crianças responderem um questionário em que relataram o tempo gasto normalmente durante um dia na semana, e um no fim de semana, realizando as seguintes atividades: assistindo a séries ou filmes; vendo vídeos online; jogando videogames; mandando mensagens; utilizando redes sociais e realizando videoconferências.

Os responsáveis pelo estudo monitoraram ainda as diferenças genéticas que poderiam influenciar o índice de inteligência e os impactos que poderiam estar relacionados à escolaridade e renda dos pais. Isso foi possível porque as informações estavam disponíveis em um amplo banco de dados que reúne aspectos sobre biologia, psicologia e contexto social de crianças e adolescentes em mais de 21 locais de pesquisa nos Estados Unidos.

- Continua após a publicidade -

"Nossos resultados apoiam a afirmação de que o tempo de tela geralmente não prejudica as habilidades cognitivas das crianças, e que jogar videogame, pelo contrário, pode contribuir para uma maior inteligência”, afirma o professor de neurociência cognitiva do departamento de Neurociência do Instituto Karolinska Torkel Klingberg, um dos autores do estudo.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: O Globo
Assuntos
Tags
  • Redator: Cristino Melo

    Cristino Melo

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.