Créditos: Reprodução/VGC
- Publicidade -

Responsável por classificar jogos clássicos, Wata é acusada nos tribunais de manipular o mercado

Processo afirma que a empresa inflou artificialmente o preço de títulos antigos
Por Felipe Gugelmin 13/05/2022 17:15 | atualizado 13/05/2022 17:15 Comentários Reportar erro

Especializada em analisar a qualidade de preservação de jogos clássicos e atribuir notas a eles, a Wata está sendo processada acusada de ajudar a manipular o mercado de títulos antigos. A ação legal de classe foi iniciada por alguns consumidores da empresa, a qual acusam de colaborar para aumentar artificialmente o preço de jogos Super Mario 64 e The Legend of Zelda: Ocarina of Time.

Eles afirmam que a Wata está colaborando para a criação de uma “bolha” para enganar consumidores que procuram manter coleções de jogos antigos. Além de cobrar taxas para analisar os games enviados a ela, a companhia lucra 2% das vendas de qualquer título que tem preço de revenda avaliado em US$ 2,5 mil ou mais.

Os consumidores afetados afirmam que a companhia os enganou ao elevar artificialmente o preço de jogos, cobrando valores acima do mercado pelos serviços prestados. Eles também acusam a Wata de falhar em devolver os games recebidos e avaliados em um tempo considerável aceitável — em um caso, o prazo chegou a ultrapassar os 150 dias.

Acusações também afetam a Heritage Auctions

Um dos responsáveis pelo processo enviou ao site Kotaku provas de que a Wata demorou mais de 18 meses para receber, avaliar e devolver sua cópia de Fire Emblem: Path of Radiance para GameCube. Até o momento, a companhia não respondeu a nenhum dos pedidos de comentários feitos em relação ao assunto.

As primeiras acusações contra a Wata surgiram em agosto de 2021, quando um documentário divulgado pelo YouTuber Karl Jobst acusou ela e a Heritage Auctions de trabalhar com colecionadores para elevar os preços do mercado. Isso foi feito a partir de um sistema de classificação baseado em critérios subjetivos e leilões com lances secretos que definiram novos recordes para o preço de games clássicos.

- Continua após a publicidade -

Em 2019, uma cópia de Super Mario Bros. avaliada pela Wata foi vendida por US$ 100.150 em um leilão vencido por três pessoas, sendo uma delas Jim Halperin, da Heritage — o recorde anterior do mesmo game, estabelecido em 2017, era de US$ 30 mil. No mesmo ano, o avaliador chefe da empresa, Deniz Kahn, afirmou que a mesma cópia poderia valer US$ 300 mil e, no mesmo ano, uma cópia rara do jogo avaliada pela Wata foi colocada a venda por US$ 2 milhões.

Na época, todos os acusados afirmaram que não estavam colaborando para manipular o mercado, tampouco surgiram provas o suficiente de que eles estivessem fazendo isso. O processo atual contra a empresa exige que ela “pare imediatamente de fazer declarações falsas” e que devolva o valor que cobrou a mais de comissão para avaliar títulos cujos preços foram inflados.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Kotaku
Tags
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.