Créditos: Divulgação/TSMC
- Publicidade -

TSMC pode aumentar em até 9% preços cobrados de seus clientes em 2023

Vai ficar mais caro trabalhar com uma das principais fundições do mundo
Por Felipe Gugelmin 11/05/2022 15:53 | atualizado 11/05/2022 15:53 Comentários Reportar erro

Uma das principais fundições do mundo, usada por empresas como Apple, Intel, AMD e NVIDIA, a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC) deve passar a cobrar mais de seus clientes a partir de 2023. Previsões feitas por analistas consultados pelo site DigiTimes afirmam que os custos — que devem ser repassados para os consumidores finais — devem aumentar entre 5% a 9% no próximo ano.

Embora alto, o valor ainda está abaixo do valor praticado pela fundição em TSMC que, em meio a uma crise mundial de cadeias de suprimento, aumentou entre 10% e 20% os valores cobrados de seus parceiros. Os reajustes devem permitir à empresa alcançar seu objetivo de crescer em até 30% suas receitas totais até o fim do ano fiscal, que se encerra no dia 31 de março de 2023.

Enquanto a demanda de consumidores comuns já diminuiu em relação ao pico da pandemia do COVID-19 — quando houve uma alta por computadores para o trabalho em home office —, os clientes da TSMC continuam buscando cada vez mais suprimentos de chips. A fundição espera um aumento nos pedidos relacionados a segmentos de computadores de alto desempenho, dispositivos com conectividade 5G e à indústria automobilística.

Política internacional pode beneficiar a TSMC

Os analistas da DigiTimes também afirmam que as receitas da TSMC podem ser beneficiadas pela conjuntura da política internacional e de decisões do governo dos Estados Unidos. Caso o país aumente suas sanções a fabricantes chinesas como a SMIC e a Hua Hong Semiconductor, muitas empresas que dependem delas podem trazer seus negócios à companhia baseada em Taiwan.

O aumento dos valores também pode estar ligado aos problemas que a TSMC está tendo para progredir com a expansão de suas novas linhas de produção. Fontes do Nikkei Asia afirmam que as primeiras plantas da empresa nos Estados Unidos podem demorar de três a seis meses além do previsto para iniciar suas atividades graças à falta de mão de obra e novos surtos da COVID-19.

- Continua após a publicidade -

Apple e Intel serão as primeiras a utilizarem chips de 2 nm da TSMC

Apple e Intel serão as primeiras a utilizarem chips de 2 nm da TSMC
A produção em massa da tecnologia deve se iniciar em 2026

O empreendimento também está sendo afetado pela inflação história do país norte-americano e por custos de construção, recrutamento e aquisição de recursos acima do que era esperado inicialmente pela TSMC. A previsão é que tudo isso resulte no reajuste de valores, que deve ser implementado a partir de janeiro de 2023 pela companhia.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Tom’s Hardware
Assuntos
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.