Créditos: Divulgação/Epic Games
- Publicidade -

Epic derrota cheater de Fortnite nos tribunais e doa dinheiro do acordo para a caridade

A empresa afirma que vai continuar tomando ações legais contra trapaceiros do Battle Royale
Por Felipe Gugelmin 11/05/2022 12:28 | atualizado 11/05/2022 12:28 Comentários Reportar erro

A Epic Games anunciou esta semana que venceu o processo judicial aberto em abril de 2021 contra o cheater de Fortnite conhecido como BlazeFN. O jogador não somente usava softwares ilegais para ganhar vantagens no Battle Royale, como também lucrava ao oferecê-los para outros jogadores do título.

A corte responsável pelo caso afirmou que o trapaceiro violou os termos de serviço do game, bem como os direitos autorais pertencentes à desenvolvedora. A decisão judicial também determinou que a venda de contas do jogo, tenham elas sido modificadas ou não de forma indevida, também viola as regras determinadas pelo acordo de uso determinado pela Epic Games.

Além de ter que pagar uma multa, BlazeFN foi forçado a publicar em suas redes uma mensagem se retratando sobre suas ações. “Até bem recentemente eu vendia cheats não autorizados e contas comprometidas de Fortnite. Eu não vou mais fazer isso porque a Epic Games me pegou e iniciou procedimentos legais contra mim na Austrália”, afirmou o jogador.

Dinheiro do acordo será doado para a caridade

Em sua mensagem, o trapaceiro também afirmou que se compromete a não repetir suas ações no futuro e que vai doar o dinheiro acordado com a Epic Games (cujo valor não foi tornado público) para uma instituição de caridade. “Gostaria de me desculpar com a comunidade de Fortnite. O que eu fiz foi ilegal e deu a jogadores uma vantagem ilegal sobre outras pessoas que jogam pelas regras. Nunca mais vou fazer isso”, afirmou BlazeFN.

Em um comunicado próprio, a desenvolvedora afirmou que leva a sério qualquer ação ilegal que comprometa a experiência oferecida pelo Battle Royale. Segundo ela, todas as opções legais vão ser exploradas para combater cheaters e vendedores de contas ilegais, que colocam em risco a segurança de toda a comunidade dedicada ao jogo.

- Continua após a publicidade -

A multa definida pelos tribunais australianos será doada para a Child’s Play, instituição de caridade dedicada a melhorar as condições de hospitais infantis. Criada em 2003, ela oferece brinquedos e jogos eletrônicos para centenas de instituições ao redor do mundo, garantindo a melhoria da qualidade de vida e facilitando o processo de recuperação de crianças e jovens.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: GameSpot
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.