Créditos: Divulgação/Gearbox Software
- Publicidade -

Ex-donos da 3D Realms trocam acusações sobre o que matou o Duke Nukem Forever original

Scott Miller e George Bussard ainda não superaram o longo processo de criação do game
Por Felipe Gugelmin 11/05/2022 11:17 | atualizado 11/05/2022 11:17 Comentários Reportar erro

O surgimento de vídeos que mostram a versão de 2001 de Duke Nukem Forever parece ter aberto novamente antigas feridas entre os desenvolvedores que participaram de seu processo de desenvolvimento. Cofundadores da Apogee (que depois adotou o nome 3D Realms), Scott Miller e George Broussard usaram as redes sociais para discutir sobre quais foram os motivos reais que levaram ao fracasso do projeto.

Segundo Miller, que não participou ativamente do processo de desenvolvimento do jogo, mas cuidava da parte financeira da companhia, o processo de criação virou “um poço de dinheiro. Ele afirma que o estúdio tinha somente 50% dos funcionários necessários para trabalhar no game, e que a falta de um “bom mapa de desenvolvimento” fez com que o processo de criação fosse resetado diversas vezes conforme novas engines 3D surgiam.

Em uma publicação em seu blog oficial, Miller não explicou qual sua responsabilidade pelo longo processo de desenvolvimento do jogo, tampouco admitiu culpa pelo que aconteceu. Em resposta, Broussard afirmou que seu antigo colega “é um narcisista sem noção cujas ações são o que levou aos processos/fricções com a Gearbox que levaram à perda da 3DR e da propriedade de Duke Nukem”.

Broussard diz que Miller é o culpado

Em sua conta no Twitter, Broussard foi além em suas críticas e disse que conhece os comportamentos de Miller desde que eles eram colegas de escola nos anos 1970. Ele afirma que seu ex-parceiro tentou colocar a culpa sobre o fracasso de Duke Nukem Forever em outras pessoas, ao mesmo tempo em que tentou sair bem da história.

Broussard afirmou que foi Miller o responsável por deixar o desenvolvimento do jogo sair dos trilhos, bem como aquele que sugeriu a venda da série para a Gearbox em 2010. O desenvolvedor também confirma que as imagens de Duke Nukem Forever divulgadas na internet são reais, mas que prefere não comentar muito sobre “um passado doloroso”.

- Continua após a publicidade -

Fora do escopo da briga, Miller afirmou ter sugerido que a Digital Extremes assumisse o desenvolvimento do game em 2004, ideia que foi descartada rapidamente por seus colegas da 3D Realms. Ele também afirma que acredita no futuro da série, e sugere que a Gearbox deveria trabalhar em um novo Duke Nukem baseado na Unreal Engine 5, que poderia dar a chance de expandir seu universo e apresentar novos personagens.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: PC Gamer
Tags
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.