Créditos: HextecNews/Reprodução
- Publicidade -

LMR, CMR, PMR e SMR: o que é e qual é a diferença entre essas tecnologias em HDDs

Siglas apontam diferentes formas de gravação de dados

Apesar da popularidade dos SSDs, os HDs ainda são uma forma muito popular para armazenar dados, devido ao seu tamanho expressivo com capacidades acima de 10TB, 16TB e até 20TB. Caso você tenha alguma vez procurado por um HD (Disco Rígido), talvez já tenha se deparado com siglas como LMR, PMR, CMR e SMR. Cada uma dessas siglas indica uma tecnologia diferente para gravação de dados em HDs. Abaixo você confere em maiores detalhes o que cada uma dessas siglas significa e as diferenças entre os HDs. 

Tá procurando um SSD? Confira nosso guia completo para saber tudo sobre SSDs

Para aumentar a capacidade de armazenamento, sem modificar as dimensões dos HDs, fabricantes como Seagate e Western Digital desenvolveram tecnologias que realizam a gravação de dados de formas diferentes. É aí que entram as diferentes siglas de cada HD.

LMR

A sigla significa Longitudinal Magnetic Recording (Gravação Longitudinal Magnética) é o formato de gravação de dados mais antigo. No modelo LMR, células magnetizadas determinam se o bit gravado assumirá o estado representado por 0 ou 1, com as partículas alinhadas 'horizontalmente' no disco. 

Dessa forma as informações são posicionadas lado a lado e costumam ocupar mais espaço. HDs antigos, com pouca capacidade de armazenamento de dados, costumam ser do tipo LMR. 

- Continua após a publicidade -

PMR

A sigla Perpendicular Magnetic Recording (Gravação Perpendicular Magnética) inverte a orientação da gravação em relação ao LMR. Se os dados antes estavam armazenados 'deitados' no PMR eles ficam 'em pé', na posição perpendicular.

Com as partículas em posição perpendicular, é possível armazenar uma quantidade maior de dados no mesmo espaço físico do HD. A Seagate foi uma das primeiras fabricantes a explorar a tecnologia com HDs de 750GB de capacidade. Além disso, por estarem na posição perpendicular, os campos magnéticos se tornam mais fortes, sem forças repulsivas entre cada uma das faixas de gravação. Dessa forma, a leitura e gravação da unidade do HD também é aprimorada. Abaixo, você confere uma imagem exemplificando a diferença entre os dois modelos.

CMR

O CMR, Conventional Magnetic Recording (Gravação Magnética Convencional) pode ser interpretado como uma evolução do PMR. O CMR é fabricado com uma cabeça de gravação reduzida, o que elimina a necessidade de espaço entre as células de gravação do PMR.

Dessa forma o CMR aumenta a capacidade e diminui os riscos de que a gravação sobrescreva dados de uma das células de gravação. Apesar disso, a técnica aplicada na gravação dos dados é a mesma entre o PMR e CMR, tratando as 'trilhas' de gravação em posição perpendicular. É comum, inclusive, encontrar locais que tratem o CMR e PMR como sinônimos, mas eles não são sinônimos por completo. 

- Continua após a publicidade -

SMR

Por último, o SMR que é conhecido como Gravação Magnética em Setores Sobrepostos (Shingled Magnetic Recording). A tecnologia mais avançada do mercado de HDs é o resultado da busca pelo maior densidade de armazenamento de dados por centímetro quadrado. 

Aqui também temos a gravação perpendicular, mas de forma escalonada - imagine um telhado com as telhas sobrepostas. A cabeça de gravação é mais fina, o que aumenta a densidade do disco e amplia a capacidade de gravação de dados. Dessa forma, os espaços entre as trilhas não existem, pois elas estão parcialmente sobrepostas, como se estivessem encaixadas. 

O problema dos HDs SMR é que parte de uma trilha pode ser sobrescrita, porém ela não fica inutilizada. Mesmo assim pode haver alguns problemas quando dados existem precisam ser modificados. Para resolver esse problema os dados originais são gravados em uma área vazia. A área original permanece com os dados antigos por um determinado tempo, pois quando HD ficar ocioso, um modo de organização automática apaga as informações dessa área e deixa o espaço livre para uso futuro, ciclando as informações conforme a necessidade.

É preciso levar em consideração que o SMR precisa desse tempo ocioso para reciclar as informações. Caso ele seja exigido de forma exagerada, o HD irá diminuir o seu desempenho de leitura/gravação. Algo que não ocorre com os modelos CMR. Fabricantes de drives SMR desenvolveram um firmware para otimizar o desempenho de leitura/gravação enquanto os dados estão sendo substituídos e continuam pesquisando formas de otimizar o funcionamento dos HDs

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Infowester, RVStecnologia, Seagate, LinuxAdictors
Tags
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC e Escritor. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Autor do livro Histórias de Amor Talvez Estranhas.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.