Créditos: Divulgação/Activision Blizzard
- Publicidade -

Activision Blizzard perdeu 60 milhões de usuários ativos no último ano

A série Call of Duty guiou um ano marcado por números abaixo do esperado
Por Felipe Gugelmin 25/04/2022 13:17 | atualizado 25/04/2022 13:17 Comentários Reportar erro

Anunciado nesta segunda-feira (25), o mais recente relatório fiscal da Activision Blizzard mostra que, embora ainda gigante, a empresa teve quedas notáveis de desempenho no último ano. Segundo o documento, a empresa perdeu 60 milhões de usuários ativos em comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a 372 milhões de pessoas.

Para o trimestre encerrado em 31 de março, a empresa relatou receitas de US$ 1,77 bilhão (US$ 2,28 bilhões no mesmo período do ano passado). Ela também teve um impacto em suas reservas líquidas, que passaram de US$ 2,07 bilhões para US$ 1,48 bilhão — as reservas líquidas dentro de jogos caíram de US$ 1,34 bilhão para US$ 1,01 bilhão.

Segundo a empresa, os números podem ser explicados por uma queda nas vendas de Call of Duty: Vanguard em relação a Call of Duty: Black Ops Cold War. Além disso, a empresa viu uma “queda de engajamento” no Battle Royale Call of Duty Warzone, embora a versão mobile da série tenha mantido os mesmos patamares de receita líquida do ano anterior.

Activision Blizzard reforça aposta em Call of Duty

Enquanto a série de tiro em primeira pessoa foi a principal responsável pela queda no desempenho da empresa, ela afirma que vai reforçar seus esforços de desenvolvimento da franquia. Ainda para 2022 ela promete o reboot de Call of Duty Modern Warfare 2 criado pela Infinity Ward, que promete ser “a experiência mais avançada” de toda a história da franquia.

O lançamento deve ser acompanhado pouco tempo depois pela estreia de Call of Duty Warzone 2 que, nas palavras da Activision, vai trazer “inovações revolucionárias” para o gênero. O lado Blizzard da companhia também teve desempenho abaixo do ano anterior, mas espera se recuperar com o lançamento da expansão Dragonflight de World of Warcraft e de Diablo Immortal, que chega aos jogadores no dia 2 de junho.

- Continua após a publicidade -

Para o futuro, a desenvolvedora também prepara o lançamento de Overwatch 2 e Diablo IV, bem como de uma nova experiência mobile baseada no mundo de Warcraft. Segundo a empresa, o desenvolvimento dos novos projetos “está progredindo bem”, mas eles continuam sem data de lançamento.

Blizzard sugere datas de lançamento em 2023 para Diablo 4 e Overwatch 2

Blizzard sugere datas de lançamento em 2023 para Diablo 4 e Overwatch 2
Projeções de lucro para 2023 podem indicar lançamento de algum título grande

O lado da empresa que compensou as perdas foi a King, que conseguiu manter o sucesso de títulos como Candy Crush. Isso resultou em um aumento de 8% nas reservas líquidas dentro de jogos, com números de jogadores que cresceram em dois dígitos em relação ao mesmo período do ano anterior. Este ano, a apresentação dos resultados financeiros da companhia não acompanhou uma transmissão com acionistas, já que ela passa por um processo de aquisição pela Microsoft, que deve ser finalizado até março de 2023.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: GameSpot
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.