Créditos: Divulgação/Ubisoft
- Publicidade -

Ubisoft reconhece que games maiores nem sempre são melhores

Segundo a empresa, tudo depende de como a visão criativa dos desenvolvedores é aplicada
Por Felipe Gugelmin 18/04/2022 11:41 | atualizado 18/04/2022 11:41 Comentários Reportar erro

Responsável por oferecer jogos de mundo aberto com tamanho generoso, como Assassin’s Creed Valhalla e The Crew 2, entre diversos outros, a Ubisoft reconhece que um tamanho grande nem sempre resulta em um game melhor. Em uma entrevista concedida com site Games Industry, a empresa afirmou que sua nova tecnologia Scalar não deve ser usada por todos os seus projetos futuros.

Segundo Patrick Bach, líder do time responsável por desenvolver a solução na Ubisoft Stockholm, não é exatamente necessário que jogos se tornem ainda maiores do que os atuais. “Mas alguns jogos vão se beneficiar por serem capazes de tornar maiores? Claro. Depende daquele jogo, e do objetivo dele e de seus criadores”, explicou.

Apresentada durante a GDC 2022, a Scalar usa a nuvem como forma de permitir a criação de mundos vastos e constantemente atualizados, que não são limitados pelos hardwares atuais. Segundo a empresa francesa, a tecnologia muda a mentalidade por trás da construção de games, permitindo que eles atinjam potenciais nunca vistos até hoje.

Maior não significa melhor ou pior

Segundo Bach, a nova solução desenvolvida pela Ubisoft não carrega a crença de que “mais é melhor”. “Isso é tecnologia, e ela não dita quais games você constrói, mas há games que definitivamente vão se beneficiar de ser maiores, mais detalhados e capazes de escalar e serem ainda melhores do que são hoje”, defende.

Eu não acho que há uma conexão real entre jogos serem maiores e serem melhores ou piores. Depende dos criadores e da forma como eles gastam sua energia atingindo essa visão”, continua Bach. Segundo ele, no momento a empresa ainda não pode mostrar o potencial oferecido pela Scalar, mas acredita que ela vai ser parte importante do futuro.

- Continua após a publicidade -

Bach também explica que a tecnologia não se trata de uma engine como a Unreal 5, tampouco algo que a desenvolvedora queira licencia para outros estúdios. “Não estamos tentando vender algo, só estamos falando sobre o que queremos fazer. A Ubisoft não quer que companhias comprem essa tecnologia, só estamos dando dicas do que o futuro pode ser”, afirmou.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Games Industry
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.