Créditos: Intel
- Publicidade -

Intel Arc A350M consegue dobrar o desempenho com recurso limitador desligado

O Dynamic Tuning Technology equilibra o uso de energia entre CPU e GPU

A primeira geração de GPUs dedicadas da Intel fez sua estreia com chips gráfico para notebooks. Embora o início da Intel nesse segmento não tenha sido como gostaríamos, com placas de vídeo desktop, agora o mercado de GPUs tem um terceiro "player". Os primeiros testes com a GPU de entrada Arc A350M mostram um desempenho próximo da NVIDIA GeForce GTX 1650, mas parece que ela consegue entregar consideravelmente mais, conforme mostra o teste abaixo.

O canal Bullslab Benchmark fez testes desativando o Dynamic Tuning Technology (DTT), que vem ligado por padrão nos SoCs com GPUs e CPUs Intel. O recurso faz com que cada chip receba energia de forma balanceada, dependendo da demanda de cada um, basicamente como o AMD SmartShift. O resultado com o recurso desligado fez com que a GPU entregasse, basicamente, o dobro de performance em alguns casos.

Com o DTT desligado, a Arc A350M consegue alcançar clocks maiores, indo para mais de 2200 MHz, o que já ajuda bastante comparado com os 1950 MHz base. Mas, mais importante que isso, corrige o uso da GPU. Com o recurso ligado, a o chip gráfico fica na casa dos 50% de uso. Quando desligado, a GPU consegue passar dos 90% de uso, entregando bem mais desempenho.

- Continua após a publicidade -

Além de tudo isso, é possível perceber um frametime bem mais estável com o DTT desativado, entregando mínimas maiores. Mesmo com clock maior e também maior uso do chip, o consumo fica dentro dos 30W planejado para essa GPU. O desligamento do Dynamic Tuning Technology também resulta no uso maior de CPU, elevando o clock de 1300 MHz para cerca de 2900 MHz, um salto grande com o custo de maior consumo e aquecimento, consequentemente.

O Intel Core i5-1240P que equipa o Samsung Galaxy Book 2 Pro usado nos testes, vai de cerca de 60C para a casa dos 80C quando o recurso é desligado. A temperatura do chip gráfico não foi monitorado, mas com o aumento de performance, certamente sofreu com aumento de temperatura como o CPU.

Com isso, o Intel Arc A350M consegue ficar a frente da GeForce GTX 1650, que se sai melhor que a solução da Intel com o Dynamic Tuning Technology ligado. É claro que o recurso existe para balancear o consumo de energia e, por consequência, a temperatura e faz parte do projeto pensado pela Intel.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: WCCFtech
Tags
  • Redator: Raphael Giannotti

    Raphael Giannotti

    Entusiasta de JRPG, viveu a era de ouro do gênero nos anos 90. Fã incondicional de Zelda e Final Fantasy, hoje garimpa as bibliotecas de PC em busca de jogos épicos como esses. Enquanto não acha, zera tudo (ou quase) o que vê pela frente. Hobby atual: jogar o máximo de souls-like e metroidvania. Jornalista formado pela UFMA, gamer desde 1991.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.