Créditos: Square Enix
- Publicidade -

Chrono Cross The Radical Dreamers Edition: confira o que a imprensa mundial tem falado sobre o jogo

As opiniões têm sido mistas até o momento

Chrono Cross: The Radical Dreamers Edition chega amanhã (7) e as opiniões pela mídia especializada já estão por toda parte. O remaster do icônico RPG da então Squaresoft chega trazendo a essência do título original de 1999 para o primeiro PlayStation, com a diferença de alguns ajustes. Se isso é bom ou ruim, isso depende muito do ponto de vista. Vamos dar uma olhada em alguns deles.

O Siliconera, por exemplo, disse que "Chrono Cross sempre foi um JRPG essencial e o remaster da edição Radical Dreamers o faz parecer ainda mais importante", junto com sua nota 10. Por outro lado, o Destructoid deixa claro que as limitações de um jogo da era PS1 não são para todo mundo e se você se encaixa nesse público, "então esse remaster não tem chance de mudar sua opinião [...] Não é um port muito amável ou respeitoso e Chrono Cross merece mais". O site deu 6 de 10 para o jogo.

O Nintendo Life deu 6 de 10 para a versão de Switch e disse que "é um bom jogo e ter acesso fácil a ele é uma benção, só não vá com mais do que expectativas moderadas quando se trata de um remaster". O site complementa dizendo que é "uma pena que, com o lançamento de Chrono Cross: The Radical Dreamers Edition, não veremos um remaster ou um remake dessa jóia subestimada tão cedo".

Alguns sites não deram notas, como Gamespot, que disse que o jogo tem ideias que foram estranhas para a época em que foi lançado. "É um jogo além de seu tempo, trazido a nós com algumas conveniências modernas que estão me ajudando a apreciar sua estranheza. Talvez, dessa vez, eu consiga novas memórias", disse Steve Watts em sua review.

- Continua após a publicidade -

Assim como o Gamespot, o Kotaku também não pontuou seu review do remaster de Chrono Cross. Mesmo assim, o responsável pela análise diz estar se divertindo (no Switch OLED) por algumas horas. "Estou menos impressionado com o que foi atualizado para a nova década. As grandes adições são maiores resoluções, a opção de desligar os encontros com os inimigos e o Radical Dreamers, um mini visual novel de 1996 que faz uma ponte entre os eventos de Chrono Trigger e Chrono Cross e finalmente foi localizado oficialmente para o inglês pela primeira vez", conta Ethan Gach.

Para fechar, o PushSquare apresenta um ponto importante: a falta de otimização na versão de PS4. Segundo o site, Chrono Cross: The Radical Dreamers Edition consegue oscilar entre 10 a 45 FPS constantemente. "É isso mesmo, Square Enix conseguiu, de alguma forma, destruir o frame rate de Chrono Cross em hardware moderno", comenta o responsável pela análise, que deu 6 de 10 para o jogo.

O fato é que o Chrono Cross original fez história, se tornando um dos maiores JRPGs de todos os tempos. É inegável que as mecânicas já datadas não combinam com o que temos hoje e causa estranheza, mesmo aos fãs mais hardcore do gênero. Particularmente, não vejo problema nisso e também não vejo a hora de poder jogá-lo.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Raphael Giannotti

    Raphael Giannotti

    Entusiasta de JRPG, viveu a era de ouro do gênero nos anos 90. Fã incondicional de Zelda e Final Fantasy, hoje garimpa as bibliotecas de PC em busca de jogos épicos como esses. Enquanto não acha, zera tudo (ou quase) o que vê pela frente. Hobby atual: jogar o máximo de souls-like e metroidvania. Jornalista formado pela UFMA, gamer desde 1991.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.