Preços de chips disparam após desastre no Japão

Preços para componentes chave para a indústria de tecnologia dispararam após danos em fÁbricas no Japão causados pelo terremoto da última sexta-feira e pelo subsequente tsunami. Analistas acreditam que o mercado global serÁ afetado por mais tempo do que anteriormente esperado.


Dezenas de empresas japonesas do setor de tecnologia têm mantido suas fÁbricas fechadas e os danos na infraestrutura do país, como estradas, trilhos de trem e portos, levarão meses ate serem reparados.

A previsão de que os problemas no suprimento de peças estÁ levando as empresas a buscarem outras alternativas fora do Japão. A empresa de pesquisa IHS iSuppli afirmou que o terremoto e seus danos podem causar a falta de algumas peças de eletrônicos e levar a um grande aumento de preços.

"Apesar de haver poucos relatos de danos reais nas fÁbricas de eletrônicos, impactos na infraestrutura de transportes e energia resultarão em quebras no fornecimento e elevação de preços," de acordo com a iSuppli. Componentes que incluem memória flash, memória RAM, micro controladores, displays LCD, entre outros, devem ser os mais afetados.

- Continua após a publicidade -

Os preços dos chips de memória flash jÁ subiram mais 3 pontos percentuais nesta terça-feira, após subirem 20% na segunda-feira. Os chips de memória RAM tiveram um aumento de 0,2% e acumulam 7% de alta desde o terremoto.

O Japão é responsÁvel por um quinto da produção mundial de semicondutores, incluindo em torno de 40% de todos os chips de memória flash do mundo.

Mesmo se a distribuição de semicondutores fosse afetada por apenas duas semanas, as faltas e o aumento nos preços seriam sentidos por pelo menos até o último trimestre, de acordo com a iSuppli.

Assuntos
Tags
  • Redator: Alexandre Lunelli

    Alexandre Lunelli

    Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Alexandre é um entusiasta da fotografia, música, e demais áreas que não cansem muito. Fã da comunidade opensource, e sonha com um mundo mais bonito, igualitário e sem o trabalho, mal que corrompe a humanidade.

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.