- Publicidade -

Apple diz que M1 Ultra pode bater um GeForce RTX 3090 consumindo 200W a menos

A fabricante diz que sua técnica UltraFusion proporciona saltos de desempenho sem igual
Créditos: Divulgação/NVIDIA

Anunciado oficialmente pela Apple na última terça-feira (8), o chip M1 Ultra traz a promessa de ser a opção mais potente do mundo já vista em um computador pessoal. Segundo a fabricante, o hardware é tão potente que consegue rivalizar em capacidade gráfica com o modelo RTX 3090 da NVIDIA, considera atualmente a GPU mais poderosa do mercado.

Para entregar o desempenho prometido, o M1 Ultra combina dois chips M1 Max, que possui uma interface de alta velocidade que permite que a união funcione de maneira eficiente. Isso faz com que, na prática, o produto resultante traga o dobro de núcleos de CPU, memória, banda de memória e núcleos de GPU.

A Apple chama a técnica proprietária de UltraFusion, que a coloca na frente de outras fabricantes como AMD e Intel. Para efeitos de comparação é possível pensar nos chips da companhia como “peças de LEGO”, cujo design pode ser encaixado entre si para gerar novos produtos com características mais potentes.

Tecnologia UltraFusion garante poder espantoso

Segundo a Apple, sua tecnologia permite que o M1 Ultra traga uma banda de 2,5 TB/s entre os chips M1 Max que o formam. Isso implica em ganhos de desempenho muito além do que os consumidores veriam ao usar duas GPUS combinadas usando soluções como o NVLink da NVIDIA ou o Infinity Fabric, da AMD.

Para os usuários das máquinas com o novo chip, as GPUs e os recursos combinados aparecem como um único produto. Isso permite que os ganhos de desempenho sejam imediatos e possam ser aproveitados por qualquer aplicativo ou jogo, sem que haja a necessidade de reprogramá-los para tirar proveito do novo setup.

- Continua após a publicidade -

Segundo a Apple, outra vantagem de sua técnica é permitir que o desempenho aprimorado seja associado a um consumo de 200W a menos do que a placa de vídeo equivalente. No entanto, é preciso esperar pelo resultado de testes para descobrir se as alegações da empresa são verdadeiras — em 2021, ela afirmou que o chip M1 Max batia sozinho o desempenho da RTX 3080, mas os resultados no mundo real mostraram que nem sempre isso acontecia.

O chip M1 Ultra está programado para fazer sua estreia no Mac Studio, máquina com dimensões compactas voltadas a atividades de produtividade. Isso deve tornar mais difíceis as comparações diretas com a RTX 3090, visto que o meio-ambiente da Apple não é muito convidativo para games, e nem mesmo a existência de hardwares poderosos parece ter a pretensão de mudar isso em um futuro próximo.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: The Verge
Assuntos
Tags
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.