Kingston comemora o melhor faturamento da sua história

A Kingston divulgou hoje que seus rendimentos globais em 2010 atingiram a cifra recorde de US$ 6,5 bilhões, o mais alto em toda a história da companhia. O segundo ano de melhor desempenho foi em 2007, quando as vendas atingiram US$ 4,5 bilhões.

Em 2009, o faturamento da companhia foi de US$ 4,1 bilhões. O aumento de US$ 2,4 bilhões nas vendas em relação ao ano anterior foi atribuído, principalmente, ao acréscimo no preço médio das vendas e ao incremento no volume de remessas no período.



"Conseguimos tirar vantagem de uma economia mundial em crescimento e com determinação, trabalho e um pouco de sorte, alcançamos em 2010 nosso melhor ano de vendas", disse David Sun, co-fundador da Kingston.

A Kingston atingiu pela primeira vez a marca de US$ 1 bilhão em vendas globais em 1995, superando-a com US$ 2 bilhões em 2004 e US$ 3 bilhões em 2005.

Resultados na América Latina

O crescimento total da Kingston na América Latina em 2010, em dólares, foi de 37%. Quanto ao volume de unidades comercializadas, a empresa registrou um aumento ainda maior, de 45%.

"Estamos muito satisfeitos com o sucesso alcançado em 2010. Foi um ano de crescimento muito significativo para a Kingston e isso nos motiva a avançar com nossos colaboradores, parceiros, fornecedores e clientes", disse Carolina Maldonado, vice-presidente de vendas e marketing da companhia na América Latina.

No Brasil, onde a Kingston estÁ desde 1996, o índice de crescimento da receita foi de 61%, enquanto o número de unidades vendidas aumentou em 84,26%.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game lançado em maio de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.