- Publicidade -

Exército americano: "ossos da geração Nintendo quebram mais facilmente"

Recomendação de quem disse isso: "saia do sofá"
Créditos: Twitter/Nintendo Memories

Não é novidade dizer que as novas gerações, que cresceram e crescem em meio a tanta facilidade tecnológica, tenham uma vida sedentária (sem generalizar, é claro). O exército americano está de olho nesse pessoal e o Pentágono diz que a "geração Nintendo" tem ossos fracos por conta do estilo de vida sedentário.

O major Jon-Marc Thibodeau, coordenador clínico e chefe do serviço médico da base em Missouri, diz que "o esqueleto do soldado da 'geração Nintendo' não é fortalecido por atividades antes da chegada (ao exército), então alguns deles quebram mais facilmente".

A "geração Nintendo" no qual o major se refere, são as pessoas nascidas a partir de 1995, que são conhecidas como "geração Z". Não existe nada que classifique isso, mas a suposta "geração Nintendo" seriam as pessoas nascidas na década de 1980, e que hoje estariam entre seus 35 e 40 anos mais ou menos, já que essas tiveram contato com os primeiros consoles da Big N.

A capitã Lydia Blondin, chefe assistente de terapia física no hospital comunitário General Leonard Wood Army, também em Missouri, diz que as lesões vão desde fraturas agudas a distensões musculares. "Nós vemos lesões indo de fraturas agudas e quedas, a distensões musculares e pequenas rachaduras nos ossos, com a grande maioria das lesões relacionadas ao uso excessivo. Estes acontecem, em maior parte, nas extremidades mais baixas. Estatisticamente, mulheres tendem a ter maior incidência de lesões do que os homens", comenta a capitã.

- Continua após a publicidade -

A recomendação do Major Thibodeau é que este público "saia do sofá", e a capitã Blondin recomenda preparações e treinamentos como levantamentos de pesos, corrida e caminhada. "Tenha certeza de pegar (a luz do) sol e beber leite regularmente", é o que diz a capitã depois de perceber baixos níveis de cálcio e vitamina D nos novos candidatos.

Não dá pra negar que tudo isso é importante. Aliar a vida gamer à uma vida de exercícios constantes deveria ser algo comum. Eu, no auge dos meus 35 para 40, gamer assíduo, sinto mais do que nunca essa necessidade. Nessa situação específica, a preocupação do Major é que, na guerra, a suposta "geração Nintendo" não desse conta do recado.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: WCCFtech
Assuntos
Tags
  • Redator: Raphael Giannotti

    Raphael Giannotti

    Entusiasta de JRPG, viveu a era de ouro do gênero nos anos 90. Fã incondicional de Zelda e Final Fantasy, hoje garimpa as bibliotecas de PC em busca de jogos épicos como esses. Enquanto não acha, zera tudo (ou quase) o que vê pela frente. Hobby atual: jogar o máximo de souls-like e metroidvania. Jornalista formado pela UFMA, gamer desde 1991.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.