Adobe lança ferramenta que converte Flash em HTML5

A Adobe disponibilizou para a comunidade de desenvolvedores o Wallaby, uma ferramenta de conversão de arquivos gerados em Flash no formato .fla para o HTML5. O aplicativo é baseado no runtime Adobe AIR e, para realizar o seu trabalho, exige apenas que o usuÁrio arraste e solte os arquivos que deseja converter.

A novidade deve expandir a visualização de conteúdo especialmente nas plataformas da Apple. O iOS, sistema operacional do iPhone, iPod touch e do iPad, mantém-se incompatível com o Flash, postura que jÁ foi alvo de controvérsias e críticas, chegando a gerar uma campanha da própria Adobe contra as restrições da companhia de Cupertino.



Entre as razões para a incompatibilidade, a Apple aponta as vulnerabilidades no Flash, bem como o consumo excessivo de bateria e os travamentos constantes que ele causa nos computadores baseados em Mac OS.

O Wallaby deve ajudar a levar ao iOS um conteúdo até então impossível de ser visualizado. No entanto, nem todos os recursos do Flash funcionarão no arquivo final em HTML5, conforme o Macworld. Filtros (com exceção do "alpha"), mÁscaras dinâmicas, texto em TLF (Text Layout Framework), transformações em 3D, ActionScript, Áudio e vídeo ainda não são suportados pela nova ferramenta.

A Adobe espera que os desenvolvedores utilizem o Wallaby para criar conteúdos simples, como banners de publicidade e algumas animações. Para tanto, recursos do Flash como vetores, imagens, texto comum, keyframes, MovieClips, botões com rollover e os "tweens" de movimento são compatíveis  com o aplicativo.

Disponível gratuitamente para download, o Wallaby ainda deve passar por muitas melhorias. "Estamos disponibilizando a ferramenta como uma tecnologia experimental, é algo que esperamos obter feedback dos utilizadores", afirmou Tom Barclay, gerente sênior de produtos para o Flash Professional. A Adobe aguarda comentÁrios da comunidade de desenvolvedores Flash sobre como aprimorar a implantação do Wallaby, como sugestões de aplicações para a tecnologia e melhorias no seu código, bem como relatos de eventuais problemas.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game lançado em maio de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.