Créditos: Divulgação/TamimTaban/Pixabay
- Publicidade -

Preço do Bitcoin caindo aumenta esperança de preços mais baixos em placas de vídeo

As principais criptomoedas do mercado estão em baixa e trazem boas expectativas para consumidores
Por Felipe Gugelmin 24/01/2022 13:23 | atualizado 24/01/2022 13:23 Comentários Reportar erro

Uma das criptomoedas mais famosas do mundo, o Bitcoin passou por uma desvalorização considerável esta semana. Enquanto uma unidade ainda possui valor superior a US$ 35 mil, o valor é mais de 40% menor do que o registrado em novembro de 2021, quando um único Bitcoin chegou a valer mais de US$ 67 mil.

Enquanto flutuações nesse segmento são comuns, o fato chama a atenção por vir acompanhado de uma desvalorização do Ethereum, que diminui em 8% seu preço nas últimas 24 horas. Ainda é cedo para determinar qual rumo o mercado vai seguir, mas se a tendência de queda se manter, ela pode representar uma boa notícia para quem procura por uma nova placa gráfica em 2022.

A queda no preço do Bitcoin e do Ethereum é relevante porque elas se tratam das duas principais criptomoedas da atualidade — e quanto menor o valor delas, menos investidores se interessam pelo mercado. Com isso, tende a aumentar o número de GPUs usadas disponíveis, bem como as chances de que novos carregamentos não sejam desviados para grandes estruturas de mineração.

Queda nas criptomoedas pode beneficiar consumidores

Segundo o site TechPower Up, uma queda no valor das criptomoedas também pode colocar pressão sobre pessoas que compram hardwares com o intuito de revendê-los por preços mais altos. Mesmo que uma GPU usada para mineração traga alguns riscos — como componentes desgastados —, consumidores podem preferir adquiri-las por valores mais acessíveis do que pagar o dobro (ou triplo) do preço de tabela de um componente novo.

- Continua após a publicidade -

Os consumidores também devem ser ajudados pelo lançamento de novos ASICs dedicados, como o Antminer S19 XP da Bitmain e a linha de processadores Bonanza Mile da Intel. Dispositivos do tipo tendem a acompanhar um aumento da complexidade dos algoritmos de mineração, tornando placas de vídeo tradicionais menos atraentes para quem deseja montar estruturas eficientes dedicadas ao processo.

Apesar dos preços das criptomoedas estarem em baixa, ainda é cedo para determinar se essa é uma tendência que vai se manter. Em junho do ano passado, o Bitcoin chegou à marca de US$ 28 mil, mas se recuperou nos próximos meses até chegar aos US$ 61 mil em novembro. Mesmo que a mineração não seja mais um fator na hora de encontrar GPUs, ainda será preciso pagar caro por elas — a TSMC, fundição usada por empresas como NVIDIA e AMD, revelou recentemente que deve aumentar em até 20% seus preços.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: TechPower Up, Coinbase
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.