Créditos: Nvidia
- Publicidade -

Driver da Nvidia desbloqueia desempenho em alguns modelos de placas de vídeo

Atualização libera uso de componentes presentes desde a geração Turing
Por Mateus Lecchi 20/01/2022 10:30 | atualizado 25/01/2022 18:34 Comentários Reportar erro

Conforme compartilhado em um documento recente da Nvidia para Linux, a Nvidia desbloqueou silenciosamente um novo recurso em suas GPUs corporativas e de consumidore casuais que está implementado desde a geração Turing (RTX 20XX, GTX 16XX, além das soluções corporativas). Conhecido como GSP ou GPU System Processor, este pedaço de silício descarrega as tarefas do driver da CPU para a GPU para melhorar o desempenho e a eficiência do sistema. Foi oficialmente desbloqueado para uso nos drivers mais recentes da Nvidia.

O recurso está disponível agora se você tiver uma GPU Nvidia empresarial qualificada para o recurso e um driver Nvidia versão 510.39.01 ou posterior. O suporte da GPU varia desde o modelo Tesla T4 baseado em Turing, até a série Nvidia A, como o A100, A2 e A40.

O GSP é um pedaço real de silício que está no chip da GPU (como o controlador NVENC) que atua como um coprocessador para a GPU. Sua função é descarregar tarefas de inicialização e gerenciamento de GPU da CPU diretamente para a GPU, em um esforço para reduzir a latência geral do sistema e melhorar o desempenho do sistema. A Nvidia diz que a funcionalidade do GSP é limitada neste momento, mas continuará a se expandir em futuras versões de driver. 

Poderíamos ver alguns ganhos de desempenho decentes em jogos e aplicativos pesados com maior uso de GPU, onde a CPU desempenha um papel crítico no fornecimento de informações à GPU. Este recursos é bem-vindo agora que os jogos mais recentes estão aproveitando mais da CPU do que nunca, graças à maturidade das APIs de baixo nível. A Nvidia também anunciou o recurso como um componente crítico para laptops com GPU’s Max-Q que chegam a partir de 2022.

- Continua após a publicidade -

Aliviando o processador

Em um novo vídeo do YouTube lançado hoje, a Nvidia explica como sua versão mais recente do Max-Q maximizará a eficiência entre a CPU e a GPU. Um desses recursos inclui o GSP - mas, neste caso, a Nvidia o chama de "processador de comando".

Acreditamos que o GSP e o "processador de comando" são a mesma coisa, pois funcionam da mesma maneira, transferindo tarefas de baixo nível da CPU para a GPU em um esforço para melhorar o desempenho. No caso do Max-Q, a Nvidia dá o exemplo da validação de comandos, e como essa carga de trabalho será transferida da CPU para a GPU para melhor desempenho.

Ainda não sabemos muito sobre o GSP, como seus benefícios reais de desempenho ou sua funcionalidade completa. No entanto, esperamos saber mais em breve, pois a Nvidia continua desenvolvendo esse recurso em 2022.

NVIDIA pede a parceiros que pausem produção das RTX 3090Ti para resolver problemas de BIOS

NVIDIA pede a parceiros que pausem produção das RTX 3090Ti para resolver problemas de BIOS
Problemas encontrados podem atrasar o lançamento da placa

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Tom’s Hardware
Tags
  • Redator: Mateus Lecchi

    Mateus Lecchi

    Um jogador de carteirinha, consumidor de séries, conteúdo sobre hardware, consoles, smartphones e mais! Desenvolvedor PHP. Do interior do Espírito Santo, sempre jogando, desenvolvendo. ;)

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.