Créditos: Linux/Reprodução
- Publicidade -

Ataques hacker ao sistema Linux cresceu em 2021

Ataques DDoS aumentaram em 35%, mostrando que é preciso ter cuidado até mesmo ao utilizar o Linux

O site especializado em segurança online Crowdstrike revelou que ataques virtuais ao sistema operacional Linux cresceram 35% em 2021, se comparados com o mesmo período do ano anterior. Ataques hackers não são novidade e todos os anos vemos novas ameaças surgindo na internet, porém o aumento expressivo de crimes contra o Linux mostra que nem mesmo o software open source do pinguim está seguro.

Primeiro o sistema operacional é infectado com algum programa malicioso. De acordo com as informações, as ameaças mais frequentes foram XorDDoS, Mirai e Mozi, totalizando 22% das infecções aos sistemas Linux.

Após a infecção, as três principais ameaças são utilizadas para colocar os dispositivos em botnets - redes de dispositivos infectadas que executam ações maliciosas sem que o usuário perceba - para realizar os ataques DDoS, além de roubar informações e até acessar o dispositivo.

O dispositivos mais atingidos pelos hackers são dispositivos IoT (Internet das Coisas). Qualquer dispositivo invadido poderá ser utilizado para: facilitar envio de spam, mineração de criptmoedas, ponto de acesso a redes corporativas e servidores de comando e controle de ameaças.

- Continua após a publicidade -

Vírus CronRAT rouba dados de cartão de crédito

Outra ameaça recente ao sistema operacional Linux é o cavalo de troia de acesso remoto (RAT), que rouba informações de cartões de crédito. Noticiado através do site parceiro Mundo Conectado, o cavalo de troia foi identificado pela Sansec e apresenta a capacidade de ficar "invisível" e fugir de programas de proteção.

Batizado como CronRAT, o malware tem como principal alvo as lojas online. Ele consegue obter dados dos usuários através de ataques Magecart em servidores Linux. Tais tipos de ataque são realizados para roubar informações de cartões de crédito de lojas online durante o checkout. O malware se esconde no subsistema de calendário (chamado de Cron) dos servidores Linux, na data inexistente 31 de fevereiro. 

Pelo visto, nem mesmo o Linux, considerado um sistema operacional mais seguro, é de fato seguro. Seja no Windows ou no Linux, ao navegar pela internet é sempre bom exercer cautela.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Crowdstrike
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC e Escritor. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Autor do livro Histórias de Amor Talvez Estranhas.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.