Créditos: ASRock

ASRock adiciona oficialmente suporte para Ryzen 5000 em placas x370

Atualização pode dar uma sobrevida a placas antigas e ao socket AM4

Na semana passada noticiamos que a AMD estava trabalhando em trazer suporte a processadores Ryzen 5000 em placas-mãe com chipsets da geração 300. Seguindo essa informação, ASRock é a primeira fabricante de placas-mãe a adicionar suporte para os processadores AMD Ryzen 5000 em suas placas equipadas com os chipsets da série 300, conforme prometido por David McAfee da AMD

As placas da empresa são equipadas com chipsets da série 300 de última geração. Devido a mudanças na BIOS, é possível que as placas X370 agora suportam processadores Zen 3.

Perca de suporte a processadores antigos

E isso significa que as placas-mãe X370 mais antigas agora podem funcionar com processadores Zen3, como Ryzen 9 5950X, Ryzen 9 5900X, Ryzen 7 5800X e Ryzen 5 5600X. A placa-mãe ASRock X370 Pro é a primeira a receber esta atualização. A troca que os usuários devem fazer é que a ASRock não suportará mais APUs AMD Bristol Ridge em suas placas-mãe (lançada em meados de 2017). Além disso, embora a ASRock não tenha declarado que removerá o suporte para processadores Ryzen da geração anterior, ela recomenda que você não atualize se o seu computador estiver equipado com um processador Summit Ridge, Pinnacle Ridge ou Raven Ridge (Ryzen 1000, Ryzen 2000 e APUs da série 2000 e 3000, respectivamente).

- Continua após a publicidade -

Mesmo quando essas atualizações de BIOS começarem a ser lançadas, as placas-mãe X370 e as outras placas da série 300 (A320 e B350) ainda não são as escolhas ideais para os processadores da geração atual da AMD, de acordo com a empresa. As atualizações de plataforma que os usuários experimentaram com as novas placas-mãe das séries 400 e 500 não se materializarão com uma nova BIOS e, como a AMD alertou, alguns dos processadores Vermeer (Ryzen 5000) "não fornecerão o desempenho que o produto é capaz", devido a fatores como PCIe Gen 4.0, PBO, SAM e recursos aprimorados de fornecimento de energia em designs mais recentes, entre outras coisas. 

Apesar disso, os usuários devem ser capazes de manter a maioria dos ganhos de desempenho alcançados em relação aos processadores da geração anterior. Após o lançamento dessa atualização, pela ASRock, outros fabricantes como Asus, Gigabyte e MSI, lançarão suas atualizações (Biostar por favor, você também). Como observamos no ano passado, vários fornecedores estavam dispostos e aptos a atualizar suas placas-mãe A320 para oferecer suporte aos processadores Ryzen 5000 de forma rápida e eficiente.

Será interessante ver se outros fabricantes de placas-mãe adotam a mesma estratégia de remover totalmente o suporte ao Bristol Ridge para empacotar o código necessário na BIOS para suportar os processadores Vermeer. Fique de olho nas notícias do Adrena para mais atualizações nesse assunto.

AMD busca trazer suporte a processadores Ryzen 5000 em placas-mãe com chipset 300

AMD busca trazer suporte a processadores Ryzen 5000 em placas-mãe com chipset 300
Se concretizado, retrocompatibilidade do socket AM4 ficará completa

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Guru 3D
Tags
amd
  • Redator: Mateus Lecchi

    Mateus Lecchi

    Um jogador de carteirinha, consumidor de séries, conteúdo sobre hardware, consoles, smartphones e mais! Engenheiro Civil que se tornou desenvolvedor PHP. Do interior do Espírito Santo, sempre jogando, desenvolvendo. ;)

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.