Créditos: Krafton Inc.

Estúdio de PUBG acusa Garena Free Fire de plágio e processa Apple e Google

Processo teve início nessa semana na corte federal americana

Desde que PlayerUnknown's Battlegrounds, famoso PUBG, saiu em 2017, ele redefiniu e popularizou o gênero battle royale e abriu caminho para muitos títulos, como Free Fire. O jogo da Garena não só carrega algumas similaridades, mas até confunde os desavisados de tão parecidos que são os dois jogos. A Krafton Inc., desenvolvedora de PUBG, não está nada satisfeita e foi até a corte americana reclamar contra o popular battle royale para celular.

Membros da Krafton entraram com o processo no início dessa semana na corte federal em Los Angeles. Eles alegam que a Garena copiou diversos aspectos de PUBG, como as ambientações, itens, equipamentos e a estrutura do jogo em geral. Infringindo, dessa forma, os direito autorais da IP desenvolvida pela Krafton.

Além do processo contra própria desenvolvedora do Free Fire, a Krafton processa ainda a Apple e Google, que disponibilizam o jogo em suas lojas para celulares, mas ela não para por aí. O YouTube é mais um dos nomes que a dona do PUBG apontou no processo. Não é por acaso, já que o site hospeda uma quantidade a perder de vista de vídeos de Free Fire.

A Krafton já teria feito uma reclamação oficial em Singapura, país da desenvolvedora Garena, em 2017. Esse processo já teria sido resolvido, mesmo sem incluir nenhuma licença para Garena. Ou seja, ela ainda não poderia replicar os elementos de PUBG. Em setembro do ano passado, a Garena lançou o Free Fire Max, infringindo mais uma vez os direitos autorais da IP da Krafton.

- Continua após a publicidade -

Além do valor de US$ 150 mil que a desenvolvedora de PUBG pede por danos, ela ainda responsabiliza a Apple e Google (e o YouTube consequentemente), embora os valores não tenham sido divulgados. As lojas de ambas empresas foram responsáveis por ganhos de "centenas de milhões de dólares em vendas em escala global".

O documento apresentado pela Krafton na corte federal americana, conta com diversas screenshots para mostra a cópia de diversos elementos de seu jogo. A Krafton chegou a processar a Epic Games em 2018, alegando que seu jogo, Fortnite, infringia diversos aspectos de sua propriedade intelectual. A diferença nesse caso é que, um mês depois, a queixa foi retirada por motivos desconhecidos.

Resta saber qual será a posição da Krafton Inc. agora em relação a nova moda, Super People. O jogo traz bastante similaridades com PUBG e é a bola da vez em battle royale para PC

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Polygon
  • Redator: Raphael Giannotti

    Raphael Giannotti

    Entusiasta de JRPG, viveu a era de ouro do gênero nos anos 90. Fã incondicional de Zelda e Final Fantasy, hoje garimpa as bibliotecas de PC em busca de jogos épicos como esses. Enquanto não acha, zera tudo (ou quase) o que vê pela frente. Hobby atual: jogar o máximo de souls-like e metroidvania. Jornalista formado pela UFMA, gamer desde 1991.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.