Créditos: NVIDIA

FTC processa NVIDIA e trava compra da ARM que custou US$ 40 bilhões

Órgão regulador dos EUA acredita que a aquisição sufocaria a concorrência e tentará impedir que a transação se concretize

Os planos da NVIDIA em adquirir a empresa britânica ARM, em uma transação avaliada em US$ 40 bilhões, acabam de encontrar mais um empecilho. A FTC (sigla em inglês para a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos) tentará impedir que a compra se concretize.

O motivo, segundo o órgão, é que a aquisição poderia “sufocar a concorrência em tecnologias de nova geração”. A manifestação contrária ao negócio não é a primeira, já há pouco mais de um mês a Comissão Europeia havia aberto uma investigação similar para avaliar os efeitos negativos da concentração de poder nas mãos da NVIDIA.

A transação entre a NVIDIA e ARM foi anunciada em setembro de 2020, mas a negociação só poderá ser concluída após os órgãos governamentais darem o aval para que o negócio aconteça. Nas palavras da FTC, a aquisição “daria a uma das maiores companhias de chips do mundo o controle das tecnologias e dos desenhos de computadores dos quais dependem empresas concorrentes para desenvolver seus próprios componentes”.

Falta de concorrência é vista como o maior problema

No relatório publicado pela FTC o órgão detalha que datacenters e sistemas de assistência a motoristas estão entre os segmentos que necessitam de semicondutores avançados. Sem concorrência, esses setores ficariam à mercê da NVIDIA, uma vez que praticamente haveria um monopólio na fabricação de componentes essenciais.

Uma audiência administrativa para avaliar o caso foi marcada para 10 de maio de 2022. Portanto, isso significa que até lá o negócio não poderá ser concretizado. Caso seja aprovado, a NVIDIA precisaria ainda enfrentar trâmites legais na Europa. Na prática, isso significa que o processo pode se arrastar por pelo menos mais um ano.

- Continua após a publicidade -

Em nota, a NVIDIA não pareceu se incomodar tanto com a posição da FTC e afirmou que prestará todos os esclarecimentos necessários para que o negócio tenha prosseguimento.

“À medida que avançamos para a próxima etapa do processo junto à FTC, continuaremos a trabalhar para demonstrar que essa transação beneficiará a indústria e promoverá a concorrência. A NVIDIA investirá em P&D da ARM, acelerará seus roteiros e expandirá suas ofertas de formas que aumentem a competição, criem mais oportunidades para todos os licenciados da ARM e expandam o seu ecossistema. A NVIDIA está comprometida em preservar o modelo de licenciamento aberto da ARM e garantir que seu IP esteja disponível para todos os licenciados interessados, atuais e futuros.”

Próxima geração de GPUs NVIDIA chega em 2022 e utilizará nós de 5 nm da TSMC

Próxima geração de GPUs NVIDIA chega em 2022 e utilizará nós de 5 nm da TSMC
De codinome Ada Lovelace nova arquitetura promete grandes saltos de desempenho

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Engadget
Assuntos
Tags
  • Redator: Wikerson Landim

    Wikerson Landim

    Jornalista desde 2003 e atual Editor dos sites Adrenaline e Mundo Conectado. Em quase duas décadas, foi editor de diversos sites de tecnologia, games e entretenimento, além de produtor de conteúdo para sites corporativos. Nas horas vagas, assume o volante para dirigir caminhões no Euro Truck e em todos os jogos de corrida que surgirem pela frente.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.