Créditos: Amazon/AWS

Amazon anuncia seus processadores Graviton3 de terceira geração

Empresa visa carga de trabalho de Inteligência Artificial e Computação de Alto Desempenho

O braço da Amazon responsável pelos serviços de computação na nuvem, o Amazon Web Services, lançou  seus processadores Graviton de 3ª geração para seus datacenters. Este novo CPU promete até duas vezes mais desempenho de ponto flutuante, bem como até três vezes mais desempenho em aprendizado de máquina em comparação com o seu antecessor, o Graviton de 2ª geração. O chip será usado exclusivamente nos datacenters da Amazon Web Services. 

Grande salto de desempenho

A AWS ainda precisa divulgar todos os detalhes sobre seu processador Graviton3, mas com base no que sabemos hoje, o novo SoC oferece desempenho de computação bruta até 25% maior, e o dobro para cálculos com pontos flutuantes duplos e desempenho superior em criptografia. O SoC também fornece largura de banda de memória até 50% maior devido ao suporte DDR5-4800 (estreante em uma plataforma de nuvem). Além disso, o novo Graviton3 também suporta bfloat16 e oferece desempenho até 200% melhor em aplicativos de aprendizado de máquina do que seu antecessor.  

A Amazon ainda precisa anunciar se o novo processador Graviton3 depende dos núcleos Neoverse de alto desempenho da Arm ou usa núcleos personalizados desenvolvidos internamente. Uma coisa que a Amazon divulga é que os novos núcleos oferecem suporte a caches dedicados para cada vCPU e suporte para uma nova autenticação de para melhorar a segurança. Além disso, os novos SoCs apresentam criptografia de memória sempre ativa. 

Além de ser massivamente mais rápido que seu antecessor, os novos processadores Graviton3 também consomem até 60% menos energia do que o Graviton2, embora a Amazon não divulgue em quais cargas de trabalho. Obviamente, alguns aceleradores ou instruções para fins especiais podem diminuir o consumo de energia e aumentar o desempenho de forma bastante tangível, mas apenas para determinadas cargas de trabalho. 

- Continua após a publicidade -

Pelo que foi divulgado até agora, a Amazon claramente posiciona seu Graviton3 principalmente para cargas de trabalho que exigem alto desempenho, incluindo HPC, processamento em lote, automação de projeto eletrônico (EDA), codificação de mídia, modelagem científica e inferência de aprendizado de máquina baseada em CPU. A AWS fará uma prévia dos novos SoCs com suas novas instâncias EC2 C7g . 

Amazon busca solução própria

Uma coisa que é particularmente notável sobre o lançamento do processador Graviton3 pela Amazon é o tempo. O anúncio do Graviton3 é feito há quase exatamente dois anos após o lançamento formal do Graviton2, no início de dezembro de 2019 e três anos após o Graviton original no final de novembro de 2018. Essa cadência precisa de dois anos, sinalizando o quão dedicada a AWS está em relação ao desenvolvimento de suas CPUs internas e como ela deseja continuar fechando a lacuna com os processadores baseados em x86 da AMD e Intel.

Twitch introduz recurso de machine learning para lidar com comportamentos suspeitos

Twitch introduz recurso de machine learning para lidar com comportamentos suspeitos
Ferramenta será ativada por padrão e customizada de acordo com canais

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Tom’s Hardware
Assuntos
Tags
  • Redator: Mateus Lecchi

    Mateus Lecchi

    Um jogador de carteirinha, consumidor de séries, conteúdo sobre hardware, consoles, smartphones e mais! Engenheiro Civil que se tornou desenvolvedor PHP. Do interior do Espírito Santo, sempre jogando, desenvolvendo. ;)

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.