Universidade nos EUA cria computador com 1 mm³

O protótipo de um computador que mede apenas um milímetro cúbico foi criado por pesquisadores da Universidade de Michigan, nos EUA. O dispositivo serve para medir a pressão intra-ocultar em pacientes com glaucoma e pode ser implantado em seus corpos.


Foto real do computador sobre uma moeda

O computador inclui um processador de baixo consumo, um sensor de pressão, memória interna, uma micro bateria, uma célula solar e um sistema wireless com antena para transferir dados para qualquer dispositivo próximo ao olho do paciente.

O processador usado é a terceira geração do chip Phoenix, criado por Dennis Sylvester, David Wentzloff e David Blaauw, professores responsÁveis pelo desenvolvimento do computador. Para economizar energia, o processador passa quase todo o tempo "hibernando". Ele "acorda" apenas a cada 15 minutos para fazer as medições de pressão, o que faz seu consumo ser de apenas 5.3 nanowatts. Uma célula solar recarrega a bateria e precisa de 10 horas de luz interna ou uma hora e meia de luz solar todo dia para uma recarga completa. Sua memória interna tem capacidade para armazenar semanas de dados.

O dispositivo deve ser disponibilizado no mercado nos próximos anos. Os pesquisadores estão trabalhando agora na produção de aparelhos para se comunicarem com o dispositivo.


Assuntos
Tags
  • Redator: Alexandre Lunelli

    Alexandre Lunelli

    Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Alexandre é um entusiasta da fotografia, música, e demais áreas que não cansem muito. Fã da comunidade opensource, e sonha com um mundo mais bonito, igualitário e sem o trabalho, mal que corrompe a humanidade.

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.