Créditos: Felipe Freitas/Reprodução/20th Century Fox

Mineração de criptomoedas está causando blecautes no Cazaquistão

Restrições da China às criptos e energia barata levou país a se tornar opção para mineradores
Por Felipe Freitas 29/11/2021 16:49 | atualizado 29/11/2021 17:03 Comentários Reportar erro

Cazaquistão pode ser um país muito famoso pela alta qualidade do seu potássio, a piscina Tinshein (com seu sistema de filtragem que elimina até 80% dos dejetos humanos sólidos) e pelo Borat. Mas algo que poucas pessoas sabem é que lá é um ótimo lugar para minerar criptomoedas, já que a energia do país tem um custo bem baixo.

Se você é um minerador, já sabia disso. Mas talvez não saiba que o Cazaquistão (o melhor país do mundo) está sofrendo com blecautes devido aos mineradores ilegais de criptomoedas, aqueles não registrados pelo órgão responsável no país. 

A estatal que gerencia o sistema energético no país, a Kegoc (equivalente a nossa Aneel), começou a racionar a distribuição de energia para 50 mineradores registrados. O motivo é que a quantidade de "luz" utilizada por eles causou um desligamento de emergência em três usinas elétricas em outubro. A Kegoc também anunciou que esses 50 "sortudos" serão os primeiros a serem desligados da rede se acontecer alguma falha na rede elétrica. "Very nice" para a população que não minera.


Qual o hash-rate do setup da imagem? Fonte: Reprodução/Dr. Lupo

Outras medidas a serem tomadas para "compensar" os gastos dos mineradores registrados é cobrar uma taxa deles no valor de 1 tenge (não, a moeda do país não seja chama Borat) para cada quilowatt-hora consumido. Essa taxa começa a valer a partir de 2022. Um Boratcoin é o equivalente 0,013 centavos de Reais. Ou 0,0023 Dólares. Junto disso, o Cazaquistão está pedindo energia para os russos.

- Continua após a publicidade -

A notícia foi publicada primeiramente pelo Financial Times. O jornal entrevistou Luca Anceshi, professor de estudos euroasiáticos da Universidade de Glasgou, sobre o assunto. Segundo Anchesi, o governo cazaquistanês (cazaque é referente a etnia) está aproveitando o alto consumo da mineração de criptos para esconder os problemas da rede elétrica do país.

"Mas a bateria é inteligente porque dura mais, ou dura mais porque é inteligente"? A combinação entre uma rede elétrica ruim e alta demanda da mineração pode de fato causar os apagões no país. Ou melhor: a mineração pode piorar o que já é ruim. E no fim o governo pode mesmo usar a mineração como bode expiatório não muito inocente. Ao todo, seis regiões passaram por blecautes no mês passado.

A alta de consumo de energia no Cazaquistão surgiu pouco depois que a China apertou o cerco contra criptomoedas. As empresas do ramo migraram para o país depois que o governo chinês declarou que todas as transações em criptomoedas são ilegais

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Engadget Fonte: Financial Times
  • Redator: Felipe Freitas

    Felipe Freitas

    Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia, adora jogos com histórias bem feitas e de esportes (já que é ruim praticando).

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.