Figurões da tecnologia discutem o futuro do mercado móvel

O mercado de aparelhos móveis estÁ crescendo rapidamente, o que exige atenção das empresas de tecnologia. Para expor algumas estratégias desse mercado, o Mobile World Congress contou com a presença de quatro executivos no painel "The Evolution of the Mobile Internet", na manhã de hoje.

Paul Otellini, presidente e CEO da Intel, foi o primeiro a subir no palco. Ele mostrou rapidamente alguns tablets, inclusive um baseado em MeeGo, e ressaltou a importância desse tipo de dispositivo no mercado móvel.


Paul Otellini vê a internet móvel como uma grande oportunidade para toda a indústria de tecnologia


O executivo ressaltou a atual dimensão do mercado de smartphones, que, pela primeira vez, acumulou mais vendas que o ramo dos PCs. Em um ano, as vendas de computadores pessoais cresceram 5,5%, enquanto as dos smartphones subiram 87%.

Otellini afirmou que existem cinco bilhões de dispositivos conectados no mundo e que, com isso, as pessoas guardam cada vez mais informações pessoais nos aparelhos e exigem mais recursos. Com isso, os produtos do mercado móvel precisam ser estruturados sobre três pilares: processadores com desempenho e eficiência energética, conectividade e segurança.

Conectividade é mesmo a palavra chave nessa nova era, ideia que Masayoshi Son, executivo-chefe da Softbank fez questão de frisar. A companhia adquiriu a operadora Vodafone do Japão em março de 2006 e, desde então, conseguiu elevar a receita por usuÁrio e a participação no mercado, que, na época, estavam em queda. A solução? "Transformar uma operadora originalmente voltada a serviços de voz em uma empresa focada em internet móvel", afirmou Son.


Para Masayoshi Son, "um tablet e um smartphone são suficientes", portanto, não mexe em um teclado de PC hÁ meses


O executivo, que sofreu críticas com a compra da Vodafone, exibiu orgulhoso os resultados do negócio: 24,6 milhões de assinantes, contra apenas 15,2 antes da aquisição. E a estratégia parece ter funcionado: Son afirma que 100% dos clientes da Softbank são assinantes de planos 3G, índice que, no mundo, não ultrapassa os 22%.

Para John Chambers, CEO da Cisco, "O efeito móvel afeta e muda os modelos de negócios das companhias". Ele aposta que o futuro serÁ das redes inteligentes que consigam suprir a demanda dos usuÁrios, tanto corporativos quanto domésticos, uma vez que cada um tem interesses diferentes.


John Chambers falou da importância dos serviços na nuvem, mas lembrou que a qualidade da experiëncia depende da conexão

O executivo estima que, em 2015, 66% do trÁfego da rede serÁ de vídeos e, portanto, diz ser necessÁrio prover fontes infinitas de conteúdo e um sistema imersivo e consistente capaz de unir televisão, internet e mobilidade.

O conteúdo, na visão de Carol Bartz, CEO do Yahoo!, precisa ser personalizado para cada pessoa. "O ambiente confuso e com ruídos é da Internet de ontem", afirmou. Como exemplo dessa estratégia, a executiva demonstrou o Livestand. Trata-se de uma revista digital compatível com diversos dispositivos e customizada para cada usuÁrio com base em suas preferências a partir de critérios como localização, histórico e buscas pela web.


Carol Bartz define o Livestand como "conteúdo em contexto"

A revista incluirÁ anúncios, que, na visão de Bartz, também precisam ser relevantes para cada usuÁrio e podem ser interativos. Para ilustrar o conceito, a executiva demonstrou uma propaganda na qual o usuÁrio pode controlar um aviãozinho de papel com o acelerômetro do tablet. O Livestand serÁ disponibilizado inicialmente nos Estados Unidos ainda neste semestre.

O jornalista viajou a Barcelona a convite da Sony Ericsson

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.