Créditos: Bitcoin/Divulgação

China declara ilegais todas as transações feitas com criptomoedas

Após declaração do Banco Central da China, Bitcoin caiu quase 5%
Por Luiz Schmidt 24/09/2021 09:47 | atualizado 24/09/2021 10:20 Comentários Reportar erro

O banco central da China anunciou nesta sexta-feira (24) que transações financeiras com criptomoedas são ilegais. Após a adoção da postura dura, por parte do Governo chinês, o Bitcoin caiu quase 5%, atingindo US$42.874, segundo a agência Reuters. A decisão foi tomada, de acordo com o governo, para frear a lavagem de dinheiro e arrecadação de fundos ilegais.

As atividades comerciais vinculadas a moedas virtuais são atividades financeiras ilegais. Isto coloca em grave perigo os ativos das pessoas - Banco Central da China

Com a medida, bolsas estrangeiras também estão proibidas de oferecer qualquer investimento relacionado a criptmoedas via internet para residentes do país. Durante o comunicado o Banco Central da China adverte que quem não cumprir as regras será investigado e punido de acordo com a lei. A partir de agora estão proibidos na China: o comércio com criptomoedas, a venda de Tokens, transações que envolvam derivados de criptmoedas, e arrecadação de fundos ilegais (lavagem de dinheiro).

O Banco Central da China afirmou que, durante os últimos anos, o comércio com criptomoedas alteraram a ordem econômica e financeira, aumentando a lavagem de dinheiro, esquemas de pirâmides e demais atividades criminosas. A decisão da China, com certeza, irá afetar o panorama do mercado das criptomoedas. Aqueles que nos últimos meses estavam vendendo suas RTX 3060, na China, podem se considerar com sorte. Resta saber o que irá acontecer com excedente de hardware, que agora irá ficar parado na mão de pessoas impedidas de minerar.

Outras criptomoedas, como Dogecoin e Ether, apresentaram uma queda de 7%. A decisão vêm repercutindo por todo o mercado. Com as novas restrições, o polo de mineração deve sofrer uma alteração e migrar com intensidade para os Estados Unidos. Em setembro de 2019, a China era responsável por 75% de toda a mineração de Bitcoin do mundo, agora todo esse influxo de transações deve migrar para outros países, com os Estados Unidos tomando a dianteira no mercado.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: G1 Fonte: Wall Street Journal
Tags
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.