Créditos: Divulgação/Electrek

Empresas de semicondutores não conseguem encontrar mão de obra qualificada suficiente

O preço da matéria-prima também está subindo, e a falta de produtos continuará em 2022.

A escassez de semicondutores que impactou desde o mercado de hardware até o de geladeiras e veículos, seguirá por um bom tempo, conforme pesquisa realizada na indústria pela Associação Global de Produtores de Eletrônicos (IPC na sigla em inglês).

Mais da metade das empresas que responderam a pesquisa dizem que a escassez de semicondutores irá perdurar pelo menos até a segunda metade de 2022. Atualmente, a crise dos chips está fazendo com que o preço do produto suba e juntamente com a procura por profissionais.

Escassez também de profissionais!

De acordo com a pesquisa, 80% dos produtores de chips alegam estar cada vez mais difícil encontrar profissionais, já que a capacitação requer treinamento para manuseio de componentes altamente tóxicos, usados na produção.

Esse problema é mais recorrente na Ásia e na América do Norte, onde as empresas estão reportando aumento dos custos de contratação frente à Europa.

Um terço das empresas de semicondutores da Ásia alegam estar difícil encontrar trabalhadores qualificados, enquanto 67% das empresas da América do Norte passam pelo mesmo problema. A fila para produção de semicondutores está aumentando em 42% das empresas asiáticas, 60% nas europeias e 67% nas empresas norte-americanas.

- Continua após a publicidade -

De todas empresas que responderam, 46% estão capacitando e remanejando seu atual quadro de profissionais para tentar suprir a demanda, e 44% das empresas estão oferecendo salários maiores para tornar a vaga mais chamativa. Outras medidas adotadas para trazer mais profissionais incluem flexibilização dos horários de trabalho e oferta de mais oportunidades para treinamentos.

Matéria-prima também está cara

Cerca de 90% das empresas de todo mundo responderam que a matéria-prima também está ficando cada vez mais cara, e que esse fenômeno pode continuar por pelo menos mais 6 meses. O relatório do IPC aponta que a margem de lucro dos produtores está cada vez menor.

Perdas bilionárias

Um relatório feito pela firma de consultoria AlixPartnes, link aqui (em inglês), diz que a indústria automobilística perderá em torno de 210 bilhões de dólares e, mais de 7,7 milhões de veículos deixarão de ser produzidos no mundo todo.

Isso chamou a atenção do governo dos Estados Unidos que, por intermédio da Secretária de Comércio, Gina Raimondo, agendou uma reunião com montadoras de automóveis, empresas de tecnologia e produtores de semicondutores para oferecer ajuda do governo federal.

Mercado de semicondutores deve crescer 17,3% em 2021 e começar a voltar ao normal em 2022

Mercado de semicondutores deve crescer 17,3% em 2021 e começar a voltar ao normal em 2022
É esperado que a indústria retome sua capacidade máxima em 2023

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Arstechnica
Assuntos
Tags
  • Redator: Mateus Lecchi

    Mateus Lecchi

    Um jogador de carteirinha, consumidor de séries, conteúdo sobre hardware, consoles, smartphones e mais! Engenheiro Civil que se tornou desenvolvedor PHP. Do interior do Espírito Santo, sempre jogando, desenvolvendo. ;)

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.