Créditos: Reprodução/Intel

Intel acusada de infringir patente de FinFET na China e CPUs podem ter venda proibida

É a sexta vez que a Intel perde a decisão sobre a patente dos FinFET

Quem diria que a Intel sofreria com um processador que não fosse um referente aos eletrônicos, hein? 

Trocadilho feito, vamos aos fatos: a fabricante de processadores é acusada de infringir a patente do FinFET, uma tecnologia em que os transistores são montados de maneira tridimensional, o que permite que sejam adicionados mais destes no mesmo espaço. A patente é de propriedade do Instituto de Microeletrônicos da Academia de Ciências da China (Imecas na sigla em inglês), que obviamente é custeada pelo governo chinês.

processo (jurídico) surgiu em 2018, mas a Intel utiliza o FinFET nos seus CPUs desde 2011 (sua 3ª geração Ivy Bridge). Nesses três anos a fabricante perdeu seis vezes os recursos em que questionou a validade da patente no Conselho de Reexaminação de Patentes da China. Com essa novíssima derrota, a Intel corre o risco de ter a venda dos seus processadores Intel Core banida no país oriental. E claro, ninguém quem quer perder um mercado de 1 bilhão de pessoas.

Na ação contra a Intel, a Imecas pede uma indenização de U$ 31 milhões por danos mais os custos do processo. O "ban hammer" exigido pelo Instituto só seria liberado após os dois lados chegarem em um acordo de licenciamento. Em um comunicado para o Tom's Hardware, a Intel informou que "pretende se defender vigorosamente contra eles [Imecas]". A empresa americana até tentou levar o caso para o Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos. Contudo, os conterrâneos deixaram a situação para órgão chinês de patentes.

- Continua após a publicidade -

Ao todo, o Imecas acusou a Intel de violar 14 itens da patente. Em três dela a Intel conseguiu provar a invalidade da acusação. Os passos seguintes da empresa americana são gastar todas as opções de recurso e no fim, caso perca todas (o que é o mais provável já que a Imecas joga em casa), finalmente a disputa vai para um tribunal. E assim como numa partida entre Federer e Nadal no saibro, sendo a Intel o Federer, a vantagem é toda do Instituto chinês.

Além dos processos pela patente do FinFET, a Imecas também entrou na justiça contra violações de patente dos MOSFETs usados nos Intel Core i3.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Tom's Hardware
  • Redator: Felipe Freitas

    Felipe Freitas

    Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia, adora jogos com histórias bem feitas e de esportes (já que é ruim praticando).

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.