Créditos: Krzysztof Hepner no Unsplash

Entusiastas poderão instalar Windows 11 em PCs não-compatíveis; veja lista de CPUs

Empresa testou chips da Intel e AMD para identificar quais não têm problemas como o novo sistema operacional
Por Willian Ferreira 27/08/2021 15:18 | atualizado 27/08/2021 15:35 Comentários Reportar erro

O anúncio do Windows 11 deixou muitos usuários dos sistema operacionais da Microsoft em dúvida, isso porque aconteceu diversos problemas de comunicação da empresa e os requisitos para rodar o sistema eram altos demais. Por causa da reclamação desses usuários, a desenvolvedora prometeu testar a 7ª geração da Intel e a 1ª geração Ryzen através das fabricantes de PCs e usuários do programa Windows Insider, agora o resultado desses testes saíram e podem não ser animadores para os usuários da AMD.

Isso porque a empresa percebeu nesses testes que alguns modelos de processadores da Intel eram sim compatíveis com o sistema, adicionando eles aos requisitos do novo Windows. Com isso os Intel Core série X de 7ª geração e Xeon série W agora são compatíveis com o Windows 11, junto a isso, o Intel Core i7-7820HQ também está entrando nesta lista, entretanto apenas em "dispositivos selecionados que são enviados com drivers modernos baseados em princípios de design Declarativos, Componentizados e Aplicativos de Suporte de Hardware (DCH)."

Infelizmente, a Microsoft afirma que não foi possível adicionar nenhum processador da 1ª geração Ryzen da AMD nesta lista. “Depois de analisar cuidadosamente a primeira geração de processadores AMD Zen em parceria com a AMD, concluímos juntos que não há acréscimos à lista de processadores suportados.”


Créditos: Divulgação Microsoft

Com base nesses testes, e alguns com outros hardwares fora da especificação, a empresa compartilhou alguns dados retirados com base em sistemas fora dos requisitos. Segundo a desenvolvedora, esses hardware mais antigos tiveram 52% mais falhas no modo kernel que os suportados pelo sistema. Os computadores que atendem os requisitos tiveram uma experiência de 99,8% livre de falhas.

- Continua após a publicidade -

Além desses erros, a Microsoft também apontou que o novo sistema “aumenta a linha de base da segurança do Windows”, por isso requisitos como o TPM 2.0 são importantes para proteger o sistemas contra ameaças que “foram informados com base em trilhões de sinais da inteligência de ameaças da Microsoft”. Outro ponto levantado pela empresa é a compatibilidade, os PCs que atendem os requisitos mínimos irão conseguir executar o conjunto básico de aplicativo do sistema sem nenhum problema.

Windows 11: como verificar se o meu PC é compatível?

Windows 11: como verificar se o meu PC é compatível?
Ferramenta WhyNotWin 11 faz trabalho melhor do que o programa oficial disponibilizado pela Microsoft

Inicialmente a empresa havia lançado o programa PC Health Check para informar os usuários se eles atendiam os requisitos do sistema, entretanto ele apresentou vários problemas e foi tirado do ar. Hoje a empresa também anunciou a volta dele ao Windows Insider para ser testado, após isso ela irá liberar ele para todo mundo que quiser saber se o seu PC suportará o novo Windows 11.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Microsoft, Tom's Hardware
  • Redator: Willian Ferreira

    Willian Ferreira

    Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.