Créditos: Ethereum

Mineradores investem milhões, apostando em atraso da Ethereum 2.0

Empresas de mineração acreditam em grande atraso para a transição ao Proof-of-Stake
Por Luiz Schmidt 19/08/2021 15:06 | atualizado 19/08/2021 15:10 Comentários Reportar erro

Principais empresas de mineração e fabricantes de equipamentos para minerar estão apostando milhões em investimentos na mineração de ether. Apesar da chegada do Ethereum 2.0 programada para 2022, que alterá o protocolo de consenso para Proof-of-Stake (Prova de Participação), grandes nomes do mercado apostam em iminente atraso.

CEO da Nvidia espera que escassez continue em 2022

A atualização ao Proof-of-Stake traz diversas melhorias a criptmoeda, incluindo otimizações energéticas. Recentemente, a atualização 'London' foi programada como uma atualização temporária, com o intuito de garantir que os investidores realizem a transição para o Ethereum 2.0. A 'London' implementa duas EIPs (Propostas de Melhorias Ethereum), a EIP-1559 e EIP-3238. Por exemplo, a EIP-3238 implementa uma espécia de bomba-relógio, que aos poucos difiicultam a mineração de ether, com a intenção de estimular a transição.

Entretanto, segundo o que foi publicado pela Exame, empresas como Hut 8 e Hive, além de fabricantes de equipamentos para mineração como Bitmain e Innosilicon estão apostando em atrasos e investem para intensificar a mineração. Mark D'Aria, CEO da Bitpro, empresa de consultoria da rede Ethereum afirma que apesar das dificuldades a blockchain continuará a crescer. "Nos informaram que a mineração iria acabar há quatro anos e ainda estamos aqui. Sempre foi uma abordagem 'esperar para ver', as coisas tendem a demorar mais do que todo mundo pensa", comentou Mark.

O CEO também afirma que a grande dificuldade da transição será a resistência de quem possui muitos ativos na rede Ethereum. "Uma coisa que não realmente compreendida é quanta resistência haverá para essa migração. Pensar que irão apenas apertar um interruptor e desligar bilhões de dolares de mineradores, é loucura, não vai acontecer". Dessa forma, o possível atraso na transição se tornaria uma boa oportunidade para mineração.

- Continua após a publicidade -


Gráfico comparativo mostra diferença no consumo de energia com PoS (Créditos: Ethereum Blog)

A implementação do método de validação proof-of-stake, pode reduzir o consumo estimado de energia em 99.95%. Além disso, o proof-of-stake quebra a necessidade de investir em sistemas com muito desempenho para participar da blockchain, além de favorecer a descentralização da criptomoeda. A alteração também deve evitar situações perigosas, que resultem na morte de mineradores. Mas até ser de fato implementada, muito pode ocorrer.

Se você quiser entender um pouco mais sobre a alteração para o proof-of-stake, confira o vídeo abaixo, publicado pelo canal do Youtube Simple Explained que explora a relação proof-of-work e proof-of-stake.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Exame Fonte: Coinext
Tags
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.