Créditos: Bertha Wang/Getty Images

Artigo publicado na China alerta sobre vício em jogos entre menores e propõe restrições

Publicação feita por agência estatal compara essa dependência com vício ao ópio

Uma agência de notícias estatal da China publicou um artigo em que defende que o vício em videogames é como "drogas eletrônicas" e "ópio espiritual". O artigo de autoria do "The Economic Information Daily" enfatizou, principalmente, a dependência em jogos online. Depois da publicação, as ações da Tencent chegou a cair cerca de 11%. A NetEase Games foi outra empresa afetada pela publicação, com queda de quase 8%.

Segundo a NBC News, a publicação original foi deletada e repostada sem as referências ao ópio. O artigo sugere que restrições mais rigorosas na indústria sejam tomadas para prevenir o vício e outros impactos negativos no crescimento das crianças. De acordo com o artigo, mais da metade das crianças chinesas eram míopes em 2020, isso atrelado aos jogos. Qualquer jogo online precisa de aprovação dos órgãos reguladores no país.

Além de vício em jogos online, o artigo sugere mais controle sobre a quantidade de horas que as crianças passam jogando e revisão de conteúdo mais rígido para reduzir a quantidade de informações impróprias mostradas aos menores de idade. De acordo com uma tradução da NBC News, o artigo diz que "para o próximo passo, deve haver controles mais restritos sobre a quantidade de tempo que os menores passam jogando. Deve ser bem mais reduzido do que o nível atual".

- Continua após a publicidade -

A Tencent anunciou medidas mais restritas aos menores de idade depois da publicação do artigo. Em dias normais, o tempo reduzido foi de 90 minutos para uma hora e de três horas para duas horas durante os feriados. A gigante dos games também vai impedir que crianças abaixo de 12 anos gaste dinheiro em jogos

Recentemente, a Tencent anunciou uma aplicação para smartphones que fará reconhecimento facial para verificar se o gamer é adulto. A empresa disse que irá intensificar fraldes em identidades para encontrar menores de idade usando contas de adultos para jogar. Estas medidas começarão com o jogo "Honor of Kings" e deve se extender para os outros jogos da desenvolvedora.

A preocupação da China com esse assunto não é de hoje. Em 2018, o governo chinês impediu a Tencent de distribuir o jogo Monster Hunter World, da Capcom, em sua plataforma WeGame. A alegação das autoridades naquela época já dizia respeito a problemas de vista nas crianças. Já em 2019, as autoridades chinesas criaram uma lei que proibia menores de 18 anos de jogarem jogos online entre as 22h e 8h, além de restringir a quantidade de horas que eles poderiam jogar em um dia.

- Continua após a publicidade -

Para Daniel Ahmad, analista senior da Niko Partners, uma empresa que estuda o mercado de games na China e Ásia, "o artigo aumentou a preocupação entre investidores dada as recentes rígidas restrições sobre as empresas de tecnologia em relação ao setor de educação". "O artigo trouxe a atenção ao vício em jogos entre os menores. Lembra os artigos anteriores em que video games são comparados à heroína digital", complementa Daniel Ahmad.

Segundo um estudo da Niko Partners, a maior receita em jogos na China é gerada por jogadores maiores de idade. A Tencent quer discutir com a indústria sobre a viabilidade de banir menores de 12 anos de jogarem video game. 

GPUs GeForce RTX 3090 estão em mais PCs do que toda a série AMD Radeon RX 6000

GPUs GeForce RTX 3090 estão em mais PCs do que toda a série AMD Radeon RX 6000
As informações são do relatório de hardware de julho da Steam

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: NBC News
Assuntos
Tags
  • Redator: Raphael Giannotti

    Raphael Giannotti

    Entusiasta de JRPG, viveu a era de ouro do gênero nos anos 90. Fã incondicional de Zelda e Final Fantasy, hoje garimpa as bibliotecas de PC em busca de jogos épicos como esses. Enquanto não acha, zera tudo (ou quase) o que vê pela frente. Hobby atual: jogar o máximo de souls-like e metroidvania. Jornalista formado pela UFMA, gamer desde 1991.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.