Créditos: Blizzard

Presidente da Blizzard renuncia ao cargo após acusações de assédio na empresa

Discurso oficial é que J. Allen Brack está saindo em busca de novas oportunidades.
Por Daniel Trefilio 03/08/2021 11:23 | atualizado 03/08/2021 12:04 Comentários Reportar erro

Em comunicado oficial aos funcionários e acionistas hoje (03) pela manhã, Daniel Alegre, Presidente da Activision Blizzard, informou que Jay Allen Brack, até então Presidente da Blizzard Entertainment e um dos rostos por trás da Blizzcon será substituído efetivo-imediato por Jen Oneal e Mike Ybarra que irão dividir as "responsabilidades operacionais e de responsabilização" da empresa. O discurso oficial no comunicado é que Brack estaria deixando e empresa para buscar novas oportunidades, mas ex-presidente é um dos envolvidos nos processos por assédio sexual e moral que vieram a tona recentemente.

J. Allen Brack estava na empresa desde janeiro de 2006 e foi produtor executivo de World of Warcraft, supervisionando todos os aspectos da concepção do MMORPG por assinatura mais popular do mundo, mesmo com seus altos e baixos. Brack assumiu a presidência da Blizzard Entertainment em 2018 com a saída de Mike Morhaime, e foi por anos um dos principais rostos da empresa em eventos como a Blizzcon.

A carta aos funcionários e acionistas divulgada na manhã desta terça-feira (03) comunica que Jen Oneal e Mike Ybarra irão compartilhar a liderança da Blizzard Entertainment.

Jen Oneal já faz parte da empresa desde a aquisição da Vicarious Visions em janeiro e vem, desde então, atuando como Vice Presidente de Desenvolvimento, supervisionando diretamente as franquias Overwatch e Diablo. Lembrando que a incorporação da Vicarious Visions veio após os sucessos do remake de Tony Hawk's Pro Skater 1+2 e Crash Bandicoot N. Sane Trilogy. A escolha acertada de colocar Oneal a frente de duas franquias da casa que vinham enfrentando problemas, tanto de desenvolvimento quanto de relações públicas, acalmou os ânimos de fãs e acionistas.

- Continua após a publicidade -

Mike Ybarra, por sua vez,  se juntou à Blizzard em 2019 assumindo a posição de diretor geral além da vice-presidência executiva, cargo que também havia ocupado por 20 anos na Xbox.

Segundo Alegre, ambos os líderes são "profundamente compromissados com todos os funcionários", e trabalharão em conjunto para garantir que a Blizzard seja "um ambiente de trabalho o mais seguro e acolhedor possível para mulheres, bom como para pessoas de todos os gêneros, etnias, orientação sexual e antecedentes: assegurando e reforçando os valores [da empresa];" e para auxiliar também e reconquistar a confiança das equipes, público, e investidores.

 A escolha acertada de colocar Oneal a frente de duas franquias da casa que vinham enfrentando problemas, tanto de desenvolvimento quanto de relações públicas, acalmou os ânimos de fãs e acionistas

Os diversos escândalos envolvendo a Activision Blizzard vão além da investigação de assédio que veio a tona recentemente com o Estado da Califórnia movendo um processo contra a empresa. Seu CEO Bobby Kotick teria sido mencionado em livro com nomes de pessoas importantes relacionadas a Jeffrey Epstein e o caso, em investigação desde 2019, de tráfico sexual de menores.

- Continua após a publicidade -

Além dele, Alex Afrasiabi, ex-diretor criativo de World of Warcraft, foi acusado de assediar funcionárias e corroborar para que empresa fosse um ambiente de assédio, inclusive com seu quarto de hotel durante a Blizzcon ter sido apelidado de Cosby Suit e, junto de Afrasiabi, J. Allen Brack foi um dos executivos da Blizzard mencionados por nome em diversas denúncias de assédio motivadas pelo processo e investigação acerca do tema que, terrivelmente, é recorrente na indústria de jogos.

Apesar disso tudo, o discurso oficial de Daniel Alegre em comunicado foi de que J. Allen Brack estaria deixando a empresa buscando novas oportunidades, sem qualquer menção aos escândalos que estaria envolvido, reforçando a toada que a Activision Blizzard vem mantendo, buscando evitar ao máximo quaisquer menções a escândalos envolvendo seus executivos.

Créditos: Google Finanças / Nasdaq

Em paralelo a esses eventos, diversos ETFs que possuem papéis de empresas do setor de jogos, dentre eles da Activision Blizzard, vem apresentando quedas desde então, com o HERO, um dos mais populares especialmente entre investidores pequenos por ser mais acessível, já apresentaram queda durante o mês de julho. Muito provavelmente, além de por conta das acusações gravíssimas em investigação, pela postura da empresa em demorar a se posicionar e, de maneira recorrente tentar minimizar a relevância com discursos que desviam a atenção ou se isentam de culpa.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Kotaku, Bloomberg Fonte: Activision
Tags
  • Redator: Daniel Trefilio

    Daniel Trefilio

    Formado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas, professor, tradutor e revisor. Nas horas vagas, instalando impressora e formatando PCs desde os tempos que Alone In The Dark era um jogo bom e ocupava 4 disketes. twitch.tv/DanielTPC

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.