Créditos: Alienware

Concorrentes da Alienware afirmam que seus PCs não têm vendas restritas por alto consumo de energia

Legislação de alguns estados americanos restringe vendas de máquinas de alto consumo como o Alienware Aurora Ryzen Edition R10
Por Luiz Schmidt 30/07/2021 13:50 | atualizado 30/07/2021 13:52 Comentários Reportar erro

Recentemente, a Dell vem encontrando problemas em alguns estados dos Estados Unidos para vender o Alienware Aurora Ryzen Edition R10 e Aurora Ryzen Edition R12 Gaming Desktops. Devido a legislação de estados como California, Colorado, Hawaii, Oregon e Vermont a venda de aparelhos com alto consumo energético está proibida.

Nvidia RTX A500 é overclockada utilizando MSI Afterburner

Recentemente anunciamos aqui no Adrenaline, um PC Gamer que consome tanta energia e teve sua venda proibida no estado da California. A referente legislação entrou em vigor em 1º de julho de 2021, imposta pela California Energy Comission (CEC). Ela determina que máquinas fabricadas entre 1º de janeiro de 2019 e 1º de julho de 2021 não podem utilizar mais de 50, 80 ou 100kWH por ano. Já máquinas fabricadas após 1º de julho de 2021 ficam restritas a 50, 60 ou 70kWH por ano. O texto completo pode ser lido aqui e determina demais especificações técnicas para estabelecer o valor limite de cada máquina.

Máquinas fabricadas após 1º de julho de 2021 ficam restritas a 50, 60 ou 70kWH por ano

Entretanto, as principais concorrentes da Alienware, como Acer, Asus, HP,  Lenovo e MSI, aparentemente não estão encontrando problemas com a nova política de eficiência de energia. No vídeo abaixo, você acompanha o jornalista Diego Kerber explicando um pouco mais sobre o assunto.

- Continua após a publicidade -

O que dizem a Dell e as concorrentes

Segundo a Dell, certas configurações da Alienware Aurora Ryzen Edition R10 Gaming Desktop consomem 66.29 kWH por ano em modo ocioso (idle) e até 563 kWH ao trabalhar intensamente. A empresa afirma que: "Alienware sempre foi conhecida por romper barreiras quando o assunto é inovação, performance, design e qualidade. Respeitamos as leis de todas as cidades, estados e países. É verdade que algumas configurações da Alienware Aurora R10 e R12 não estão sendo enviados para alguns estados devido as políticas da CEC que entraram em vigor no dia 1º de julho. Novos modelos e configurações irão cumprir essas regulações, estando alinhados com nosso compromisso de eficiência energética e reduzir emissões".


(Créditos: Tom's Hardware/ Reprodução)

Acer e Lenovo, informaram ao site Tom's Hardware, não encontrarem problemas para enviar produtos e que as linhas de desktops estão de acordo com as regulações de eficiência energética. Ao contrário do que podemos perceber ao analisar a imagem acima, que revela alguns modelos Alienware Aurora Ryzen Edition R10 não são enviados para todos os estados.

Imagem revela que alguns modelos Alienware Aurora Ryzen Edition R10 não podem ser enviados a todos os estados

Clifford Chun, diretor de gerenciamento de produtos na MSI, informou que até agosta a empresa terá sistemas de placas-mãe com eficiência energética aprimorada. Segundo as informações do diretor, os laptops da empresa já estão prontos, mas a escassez de componentes impediu a finalização das placas-mãe. Em referência as regulações, Chun comenta que as placas-mãe serão capazes de resolver 80% dos problemas no sistema de pontos, regulando a distribuição e consumo de energia. Os pontos ao qual Chun se refere, são o sistema determinado pela CEC para determinar o consumo de energia limite de cada máquina.

- Continua após a publicidade -

Só a placa-mãe sozinha será capaz de resolver 80% do sistema de 690 pontos. Claro que a fonte de energia e demais pormenores irão contribuir para o restante dos pontos

Os representantes da HP e Asus informaram estar acompanhando o assunto, porém não responderam oficialmente a imprensa. De acordo com as informações disponíveis, as duas empresas também não estão encontrando problemas com a regulação. Até o momento, com exceção da Dell, os demais fabricantes de desktops não aparentam encontrar problemas com a lei que regula o consumo energético de desktops, all-in-ones e sistemas mobile.

O tema controverso já gerou bastante discussão. Apesar dessas restrições não serem exclusivas dos Estados Unidos e também estarem presentes em diversos países da Europa, resta a dúvida se é realmente a melhor opção privar o consumidor do acesso a produtos, enquanto o peso da lei incentiva empresas a buscarem maior eficiência energética. Além disso, campanhas que incentivam o desenvolvimento de tecnologias mais "verdes", também estão sendo pensadas por grandes empresas.


(Créditos: Razer)

Como é o caso da Razer, que lançou a campanha Go Green With Razer e está alterando a fabricação dos seus produtos, favorecendo o uso de materiais ecológicos e fontes de energia renovável. A empresa, espera até 2025 utilizar apenas energia renovável em suas instalações.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Toms Hardware, Adrenaline
Tags
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.