Cientistas propõem a criação de um protocolo de comunicação com ETs

Os astrofísicos franceses e americanos Dimitra Atri, Julia DeMarines e Jacob Haqq-Misra estão propondo a criação de uma nova abordagem (protocolo) de comunicação com eventuais extraterrestres.

A equipe estÁ preocupada que, desde a primeira tentativa de se comunicar - a mensagem de Arecibo de 1974 - mensagens de inteligência extraterrestre, ou METI, têm sido tratado como um assunto desorganizado.

De acordo com os cientistas, o punhado de transmissões METI sofreram um aumento em conteúdo e complexidade, mas a falta de um protocolo estabelecido produziu mensagens cifradas e desorganizadas que poderiam ser difíceis de serem interpretadas.

- Continua após a publicidade -

O que é necessÁrio, na verdade, é um protocolo auto-consistente para mensagens de inteligência extraterrestre, que prevê restrições e diretrizes para a construção de uma mensagem de forma a maximizar a probabilidade de que a mensagem seja compreendida.

Os astrofísicos criaram um novo protocolo METI com diretrizes padrões para a codificação do sinal, bem como do comprimento da mensagem e conteúdo da informação. Eles sugerem a utilização de duas freqüências usadas na natureza - 1,42 GHz ou 4,46 GHz - e uma linguagem matemÁtica simples com a repetição regular.

Um grande problema na elaboração de tais comunicações é a dificuldade de se evitar o antropocentrismo - o pressuposto de que os extraterrestres irão partilhar as nossas características e atitudes.

De acordo com os cientistas, uma forma de ajudar a evitar esse problema é a criação de um site interativo onde as pessoas em todo o mundo poderiam começar a trocar mensagens com base no protocolo. Através de tentativa e erro, deve-se começar a ficar claro qual o tipo de mensagens são mais adequadas para a comunicação intercultural.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.