Créditos: Agência Brasil
- Publicidade -

Correios começa a testar rastreamento de encomendas em tempo real

RFID chega inicialmente para empresas parceiras da estatal
Por Wikerson Landim 22/07/2021 09:24 | atualizado 22/07/2021 09:38 Comentários Reportar erro

Os Correios anunciaram a evolução do seu serviço de rastreamento, implantando a tecnologia RFID (Radio Frequency IDentification). Com este novo método será possível rastrear encomendas em tempo real. Segundo a estatal, a opção já está disponível inicialmente para clientes que possuam contrato com os Correios e realizam pré-postagem através de integração webservices.

O sistema RFID é muito utilizado na indústria atualmente. Um exemplo de aplicação da tecnologia no dia a dia de muitas pessoas são os pedágios automáticos. As etiquetas coladas no para-brisas dos carros e caminhões são RFID, lidas pelos leitores nas praças de pedágio.

A etiqueta ou tag funciona como um transponder. Ele pode ser colocado em uma caixa, produto, equipamento, pessoa, animal, dentre outros. O transponder contém um chip e antena que lhe permite responder aos sinais de rádio enviados por outra antena transmissora. Por não utilizar bateria o seu custo é muito baixo.

Mais informação, menor custo

Com a tecnologia RFID, os Correios têm maior precisão no processo de conferência de encomendas coletadas, eliminando possíveis divergências. Além disso, garante mais informações sobre a movimentação da encomenda e atualizações mais frequentes da posição de cada remessa no seu trajeto.

Como dito anteriormente, este método será implantado inicialmente para empresas com contrato com os correios. Por isso, o serviço de código de barras seguirá funcionando e o RFID atuará como um complemento.

- Continua após a publicidade -

Para incentivar o uso da novidade, os Correios estão oferecendo uma redução de 50% do percentual de ad valorem, passando de 1% para 0,5% nas encomendas com declaração de valor, mediante a contrapartida de atender aos requisitos definidos.

Diferenças para outras tecnologias

Hoje o mercado conta com várias tecnologias que substituem os códigos de barras. Os exemplos mais comuns são o Beacon Bluetooth e o NFC. O diferencial do RFID passivo em relação a estas tecnologias, é justamente o fato de se ter uma maior distância de leitura, sem a necessidade de um transmissor ativo e com baterias acoplado dentro das Tags, fazendo com que seu funcionamento seja eficaz, possibilitando a leitura de vários itens ao mesmo tempo com um custo mais barato.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Mundo Conectado Fonte: Correios
Tags
  • Redator: Wikerson Landim

    Wikerson Landim

    Jornalista desde 2003 e atual Editor dos sites Adrenaline e Mundo Conectado. Em quase duas décadas, foi editor de diversos sites de tecnologia, games e entretenimento, além de produtor de conteúdo para sites corporativos. Nas horas vagas, assume o volante para dirigir caminhões no Euro Truck e em todos os jogos de corrida que surgirem pela frente.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.