Créditos: SSU Ucrânia

Mineradores são pegos usando 3.800 PlayStation 4 na Ucrânia

A fazenda de criptomoeda usava energia ilegalmente para funcionar
Por Raphael Giannotti 12/07/2021 19:42 | atualizado 13/07/2021 21:05 Comentários Reportar erro

A relação entre gamers e criptomoedas não é das mais saudáveis, principalmente para os PC Gamers. Porém quando 3.800 PlayStation 4 são usados para minerar ilegalmente, a coisa muda de figura. O Serviço de Segurança da Ucrânia (SSU) acabou com um esquema de mineração que usava "gato" na rede elétrica para conseguir minerar as moedas virtuais. O caso aconteceu na cidade de Vinnytsia.

Segundo o próprio órgão do governo ucraniano, cerca de 5 mil peças de hardware em geral também foram encontradas e confiscadas. Além dos milhares PlayStation 4, mais de 500 placas de vídeo, 50 processadores, notebooks e celulares foram apreendidos. Não foi especificado nenhum detalhe sobre as peças usadas.

A fazenda de criptomineração funcionava em um galpão e, segundo os oficiais, é a maior já encontrada no país. Durante as buscas, documentos que mostravam o uso indevido da rede elétrica foram descobertos. Segundo o órgão responsável pela ação, bairros inteiros de Vinnytsia ficariam sem energia elétrica se a mineração ilegal continuasse. O ato se enquadra no artigo 188-1 da lei ucraniana para crimes de "roubo de água, eletricidade ou aquecimento através de uso não autorizado"

Que placas de vídeo são os principais itens quando se trata de mineração, não é mais novidade para aqueles que acompanham essa situação, mas o que surpreende mesmo são os consoles da Sony usados para a prática. O site Tom's Hardware lembra, inclusive, de um projeto de Game Boy equipado com Raspberry usado para minerar. Assim como o portátil modificado da Nintendo, usar PlayStation 4 para isso não é nada eficiente.

- Continua após a publicidade -

Ainda segundo o Tom's Hardware, as memórias de vídeo são os componentes mais importantes para mineração, considerando largura de banda, velocidade do clock e quantidade de memória. O PS4 é equipado com 8GB GDDR5 rodando a 5.5 Gb/s em uma interface de 256-bits entregando uma largura de banda de até 176 GB/s. Já o PS4 Pro tem memórias operando em 6.8 Gb/s com largura de banda de até 217.6 GB/s. Para efeito de comparação, a AMD Radeon RX 580, uma das melhores GPUS para mineração segundo testes feitos pelo Tom's Hardware, entrega até 256 GB/s.

Não se sabe a eficiência de usar consoles para mineração, mesmo milhares deles. O PS4 Pro entrega desempenho em memórias próximo do que vemos em placas de vídeos mais modestas, então dá para imaginar que é possível. Se a moda pega, além da falta de componentes de PC, teremos falta de consoles também.

Os preços das placas realmente começaram a cair? Veja os gráficos!

Os preços das placas realmente começaram a cair? Veja os gráficos!
Analisamos os dados para ver se as coisas estão melhorando de verdade

- Continua após a publicidade -

Via: Tom's Hardware Fonte: Governo Ucraniano
Tags
  • Redator: Raphael Giannotti

    Raphael Giannotti

    Entusiasta de jRPG, viveu a era de ouro do gênero nos anos 90. Fã incondicional de Zelda e Final Fantasy, hoje garimpa as bibliotecas de PC em busca de jogos épicos como esses. Enquanto não acha, zera tudo (ou quase) o que vê pela frente. Hobby atual: jogar todos os souls-like depois de ter platinado os três Dark Souls. Jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão, gamer desde 1991.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.