Créditos: Nvidia/Divulgação

Mineradores de criptomoedas vendem RTX 3060 por até US$ 270 na China

Grande volume de placas usadas chega ao mercado após restrições a moedas virtuais no país
Por Carlos Felipe Estrella 08/07/2021 16:55 | atualizado 08/07/2021 16:59 Comentários Reportar erro

Mineradores de criptomoedas na China estão vendendo placas de vídeo como a Nvidia GeForce RTX 3060 por preços tão baixos quanto CNY 1.760 (US$ 270 ou R$ 1.419). De acordo com o site The Block, um grande volume de GPUs usadas está sendo comercializado no mercado chinês, como consequência das restrições a moedas virtuais no país.

A mineração de criptomoedas como a Bitcoin foi proibida na província de Sichuan, o que obrigou as empresas e organizações envolvidas na atividade a se realocarem da região. Quem não poderia mover o seu negócio para outra província se viu obrigado a vender rapidamente os seus equipamentos.

Site oficial: Nvidia GeForce RTX 3060

Os preços das placas de vídeo no país estão caindo há pelo menos dois meses, o que mostra uma grande urgência na venda desses produtos por parte das empresas. Apesar do exemplo extremo dos US$ 270, é bastante comum encontrar GeForce RTX 3060 sendo vendidas por valores entre US$ 330 (R$ 1.730) e US$ 450 (R$ 2.360).

Considerando que a placa de vídeo está custando quase que o dobro disso nos lojas dos EUA e da Europa, trata-se de uma bela barganha. No momento em que esta notícia foi escrita, só é possível encontrar a RTX 3060 acima de R$ 5.000 no mercado brasileiro.

- Continua após a publicidade -

Vale lembrar que o preço sugerido desse modelo no mercado internacional é de US$ 329 (R$ 1.728), mas a escassez de chips nas fábricas de semicondutores faz com que esse valor não seja praticado há meses.


Fonte: The Block/Reprodução

Na China, também há vendedores que estão tentando comercializar notebooks gamer que foram comprados com o intuito de usar suas GPUs dedicadas para mineração. Uma empresa oferece laptops com a RTX 3060 por CNY 6.850 (US$ 1.000 ou R$ 5.250) — valor que está dentro da média de notebooks novos no mercado internacional.

Uma semana antes das propostas mais ousadas começarem, havia companhias tentando vender placas de vídeo em grandes quantidades. Algumas delas não haviam nem sido retiradas dos seus equipamentos de mineração. Desde então, os preços das GPUs na China só caíram.


Fonte: The Block/Reprodução

- Continua após a publicidade -

É importante atentar que a compra de placas de vídeo usadas é sempre uma aposta, especialmente quando esses modelos foram usados para mineração. GPUs usadas para esse tipo de tarefa costumam operar com mais intensidade do que em situações de uso tradicionais.

Esses produtos muitas vezes operam 24 horas por dia com as suas ventoinhas a 100% e com overclocks nas frequências das suas memórias. Por isso, vale ficar de olho em placas de vídeo sem garantia, sem embalagem ou com conectores de display removidos.

Via: Videocardz, The Block
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.