Créditos: Reprodução/ The Witcher: Monster Slayer

The Witcher: Monster Slayer chega nos celulares dia 21 de julho

Usuários de Android já podem fazer o pré-cadastro no jogo de realidade aumentada

A franquia The Witcher começou nos livros, depois passou por história em quadrinhos, virou um filme, teve sua série de jogos, uma série de sucesso na Netflix, um funk e agora um jogo para celular de realidade aumentada (assim como Pokémon Go). O jogo chega no dia 21, mas usuários de android já podem fazer o seu cadastro.

The Witcher: Monster Slayer, desenvolvido também pela CD Projekt Red, é um jogo de realidade aumentada (AR) em que os jogadores terão que encontrar monstros do universo The Witcher (não só dos jogos), estudar esses monstros, estudá-los e enfrentá-los em batalha. Pense na cena: você andando para a padaria e zupt! Encontra um monstro e precisa batalhar. Eu amo nosso século.

No jogo mobile você terá a chance de fazer sua própria história, já que ele se passa anos antes do surgimento do heroi Henry Cavill, digo, Geralt de Rívia. The Witcher Monster Slayer traz mais elementos de RPG, como ter que possuir o treino adequado, você terá equipamentos, poções, bombas, tudo para se tornar um mestre Witcher. Será legal visualizar os monstros em tamanho real com a realidade aumentada.


Fonte: Reprodução/The Witcher: Monster Slayer

- Continua após a publicidade -

O jogo Monster Slayer claramente tenta surfar no sucesso que foi Pokémon Go. Mas lembremos aqui: o jogo da Niantic estourou nos primeiros meses e rapidamente foi perdendo jogadores. No dia 9 de julho teremos a WitcherCon em que mais detalhes do jogo devem ser apresentados. A premissa do jogo é divertida, eu sou um que está empolgado para jogar, mas se o jogo ficar repetitivo igual ao Pokémon Go, pode acabar ficando restrito para aqueles fãs mais hardcore da série ou para quem entra vez ou outra quando lembra.

Fonte: Games Radar
Tags
  • Redator: Felipe Freitas

    Felipe Freitas

    Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia, adora jogos com histórias bem feitas e de esportes (já que é ruim praticando).

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.