Créditos: Foto por Nana Dua no Unsplash

Mineradores chineses estão começando a vender suas placas de vídeo

Ações do governo chines contra a mineração está fechando as maiores fazendas do país
Por Willian Ferreira 01/07/2021 09:33 | atualizado 01/07/2021 16:48 Comentários Reportar erro

Recentemente estamos conseguindo ver uma luz no fim do túnel dos altos preços de placas de vídeo, isso porque o governo chinês está tomando uma série de ações contra as fazendas de mineração. Por causa disso, diversos mineradores já estão buscando “se livrar” das suas placas, ao menos é o que aponta uma série de anúncios de GPUs surgindo para comprar em grupo de mineradores.

Alguns fabricantes de PCs taiwaneses já haviam informado sobre um aumento nas placas de vídeo disponíveis para elas comprarem na China, sendo a maioria delas usadas em mineração. Agora através de publicação no PTT, um popular site de avisos de Taiwan, um usuário publicou uma imagem dos mineradores oferecendo suas placas por um preço reduzido.

Essas placas disponíveis para a compra são tanto da AMD como da NVIDIA, com um destaque de diversos aparelhos das novas RTX Série 30 e Série RX 6000. Mas além desse modelos mais caros, também está disponível para a compra diversas GPUs mais antigos, como as placas de vídeo da arquitetura Polaris da AMD.


Créditos: Reprodução / BePTT / PTT

Como apontado pelo portal PC Gamer, por esses vendedores estarem disponibilizando a compra de placas a granel, sugere que eles estão procurando vender primeiro diretamente para mineradores de outros países. 

- Continua após a publicidade -

O preço pedido por esses usuários também é um ponto bastante interessante nessas afertas, com o valor de compra de vários modelos sendo mais baratos que o escasso mercado de novas GPUs. Segundo o site HKEPC, a compra de diversas RTX 3070 desses vendedores está custando HKD 3120 cada GPU, um valor de quase R$ 2000 reais em conversão direta.

Essas vendas são um reflexo direto das ações tomadas pelo governo chinês em combater a mineração no país, nas últimas semanas as autoridades chinesas já fecharam diversas fazendas pelo país. Junto com isso, o Banco Popular da China (PBOC) também impôs restrições proibindo bancos locais a facilitarem transações com criptomoedas.

Isso acabou impactando o mercado das criptomoedas, principalmente do Bitcoin e Ethereum, que vem sofrendo uma grande desvalorização nas últimas semanas. Com isso, os mineradores que não foram fechados pelo governo começaram a se preocupar, com alguns já fechando suas fazendas de mineração.

Atualmente a China é responsável pela grande maioria da mineração mundial, sendo responsável por cerca de 65% do hashrate global de mineração de Bitcoin. Essas ações estão impactando o mercado de GPUs, que apresentaram uma pequena queda, mas algo que não deve ser muito drástico, principalmente porque as fabricantes ainda sofrem com a escassez de semicondutores

Fonte: PC Gamer, PTT
  • Redator: Willian Ferreira

    Willian Ferreira

    Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.