Créditos: Sony

Sony aumenta em 24% os preços dos Playstation Hits no Brasil

Games "clássicos" do PS4 e PS5 passam a custar R$ 99,50 na PSN

Os jogos da linha promocional Playstation Hits sofreram nessa semana um aumento considerável em seu preço no Brasil. Títulos como Uncharted 4, God of War e Horizon: Zero Dawn podiam ser encontrados na PS Store por R$ 79,90, mas agora seu valor padrão foi para R$ 99,50. Isso representa um aumento de 24%.

A linha Playstation Hits é conhecida por oferecer alguns dos principais lançamentos do PS4 e, depois, do PS5, por preços um pouco mais acessíveis depois de um tempo de sua estreia. Até games que não são exclusivos, ou que deixaram de ser, podem ser encontrados com o selo, como Resident Evil 7 e Nioh.

O principal atrativo da linha é seu preço, claro - que agora sofre um baque importante com esse aumento. O que chama a atenção, no entanto, é o momento em que esse reajuste acontece.

É de se imaginar que a Sony decidiu aumentar o valor de seus Playstation Hits para deixar o preço praticado no Brasil mais em linha com o que é cobrado em dólar. Ao longo de anos, com a desvalorização do real, os jogos com o selo eram vendidos por aqui por valores, na prática, menores que nos EUA, onde os Playstation Hits são vendidos a US$ 19,99.

Só que a decisão da empresa de aumentar o preço dos jogos em 24% e justamente agora vai resultar neles custando mais do que nos EUA dependendo do dia. O dólar tem apresentado baixas e ontem mesmo, dia 29 de junho, quando foi anunciado o reajuste, ele chegou a custar por volta de R$ 4,90, fazendo os Playstation Hits ficarem mais caros aqui do que em sua terra natal. O gráfico abaixo foi feito pelo The Enemy no dia:

 

- Continua após a publicidade -

 

É bem normal que empresas estrangeiras reajustem preços de seus produtos com base na proporção do dólar, mas é igualmente normal quando multinacionais tentam praticar preços diferentes para melhor se adequarem à realidade de diferentes países. A própria Sony cobra bem mais barato pela PS Plus no Brasil do que o valor cobrado nos EUA, por exemplo.

Fonte: The Enemy
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.