Créditos: Fonte: Geeknetic

AMD confirma Navi 23 com 64 ROPs e 32 núcleos de Ray Tracing

GPU estará presente Radeon RX 6600M, placa para notebooks criada pela empresa

AMD confirmou para o editor do site TechPowerUp que as futuras GPUs Navi 23 terão 64 ROPs e 32 núcleos de Ray Tracing. Essas GPUs estão presentes nas placas de vídeo Radeon RX 6600M para notebooks e outros projetos.

Lançada no início do mês, dia primeiro, ainda não se tem todas as informações confirmadas sobre a GPU Navi 23, utilizada na Radeon RX 6600M, dão uma de suas capacidades. O editor-chefe do TechPowerUp recebeu a informação que, assim como a antecessora Navi 22, a Navi 23 tem 64 Render Output Unit (RPU) 32 núcleos de Ray Tracing. RPUs são componentes de hardware presentes nas GPUs mais modernas e uma das etapas finais do processo de renderização das placas de vídeo.

Além de ser usada na Radeon RX 6600M e outros três projetos não revelados pela AMD, Elon Musk, o todo poderoso da Tesla, declarou que as GPUs Navi 23 equipa o Model S da sua montadora de veículos, sendo parte do sistema de informação e entretenimento - feito para rivalizar com o processamento do Playstation 5.


Navi23. Fonte: Divulgação/AMD

- Continua após a publicidade -

Baseada na arquitetura RDNA 2.0, a Navi 23 é feita usando o processamento de 7nm da fabricante de chips TSMC. Seu die, de tamanho médio, mede 237mm² e mais de 11,06 milhões de transistores. Navi 23 tem suporte para DirectX12.

O principal uso dessa GPU é na placa de vídeo mobile Radeon RX 6600M, equipando novos notebooks. A placa foi feita para competir com a rival Nvidia no segmento intermediário para laptops. O lado verde da força lançou no início do ano a sua RTX 3060 mobile. A placa da AMD conta com 8GB de memória GDDR 6 e 32MB de Infinity Cache, para rodar tranquilamente em 1080p.

AMD ainda deve anunciar em breve uma nova placa, a Radeon RX 6600 XT para rivalizar com a versão desktop da RTX 3060. A 6600 XT, ao que diversos rumores e vazamentos indicam, terá 8GB de VRAM.

Fonte: WCCF Tech
  • Redator: Felipe Freitas

    Felipe Freitas

    Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia, adora jogos com histórias bem feitas e de esportes (já que é ruim praticando).

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.