Créditos: Divulgação | Ubisoft

Ray Tracing será obrigatório em Avatar: Frontiers of Pandora; confira explicação

Também será necessário possuir um SSD rápido para aproveitar adequadamente a nova experiência
Por Guilherme Pinheiro 25/06/2021 18:45 | atualizado 25/06/2021 21:30 Comentários Reportar erro

Avatar: Frontiers of Pandora, que contará com o poder da engine da Ubisoft, Snowdrop, impressionou muitos jogadores com os gráficos apresentados no seu trailer, na E3 2021.

Porém, foi confirmado por Nikolay Stefanov, diretor técnico de programação, que o Ray Tracing será obrigatório desta vez.

Um vídeo, com algumas explicações mais detalhadas, também foi disponibilizado:

Apesar das explicações estarem apenas em inglês, resumidamente, falam um pouco mais sobre os avanços técnicos que serão encontrados, e da importância do Ray Tracing para reproduzir efeitos de luz antes nunca vistos - assim como detalhes sobre a complexidade da vegetação e das nuvens volumétricas, que serão inseridas para melhorar ainda mais a fidelidade em segmentos que você poderá voar em uma criatura.

Uma discussão específica sempre está presente no início de novas gerações: seria melhor as equipes de desenvolvimento focarem apenas nos hardwares recém-lançados, ou uma estratégia cross-gen é a mais adequada, para não excluir os usuários que ainda não puderam atualizar os seus videogames?

Há pontos positivos e negativos em ambas as abordagens. Se o foco for total na atual geração, o produto não venderá tanto quanto poderia, pois a base instalada ainda está em construção e expansão; contudo, o tempo e os recursos gastos para viabilizar um game em aparelhos mais antigos podem estagnar alguns avanços tecnológicos desejados - pois nem todas as ferramentas poderão ser adaptadas, e nivelar para baixo seria a opção escolhida pelas empresas.

- Continua após a publicidade -

No caso do novo Avatar, quem possui os consoles atuais não será prejudicado de maneira alguma com essa novidade; contudo, os jogadores de PC já levantam uma bandeira vermelha, pois com o preço muito acima do normal das peças para computadores, será muito mais difícil conseguir construir uma máquina capaz de oferecer um bom equilíbrio entre qualidade visual e desempenho.

Para acalmar essas pessoas, Stefanov afirmou:

Avatar será um jogo que somente funcionará com Ray Tracing. Mas estamos desenvolvendo o título de forma que a qualidade e o desempenho sejam ajustáveis.

Outro fator ainda mais importante do que a placa de vídeo deverá ser levado em conta: como se trata de um game desenvolvido com a atual geração em mente, será necessário contar com um SSD para poder usufruir adequadamente da nova experiência. Com relação ao Ray Tracing, o profissional acalmou os ânimos, e destacou que a implementação, com o motor gráfico, será "surpreendentemente rápida".

Microsoft remove exigência de 1 TB de armazenamento no SSD NVMe para o DirectStorage

Microsoft remove exigência de 1 TB de armazenamento no SSD NVMe para o DirectStorage
A tecnologia estará disponível somente no Windows 11

- Continua após a publicidade -

A grande incógnita dessa postura foi a confirmação que mesmo placas de vídeo mais antigas conseguirão reproduzir o almejado traçado de raios. Como isso será possível ainda não foi explicado. Pode tanto ser algo similar com o que já foi adotado em Crysis Remastered quanto uma técnica nova, sem precedentes.

Resta aguardar para observarmos na prática a validade de todas essas afirmações.

Este produto será lançado em 2022, ainda sem uma data específica definida - e estará disponível no PlayStation 5, Xbox Series X/S, PC, Google Stadia e Amazon Luna.

Fonte: eurogamer.pt
  • Redator: Guilherme Pinheiro

    Guilherme Pinheiro

    Formado em jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Fã de videogames desde os 6 anos de idade, sendo o seu hobby preferido desde então. Passou por diversas gerações de consoles, do NES até o PlayStation 5.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.