Créditos: Reprodução/Felipe Freitas

AMD encerra suporte à arquitetura GCN

Series Radeon 7000, 200, 300 e Fury serão afetadas pela decisão

Após 10 anos do lançamento da Radeon 7000 na arquitetura Graphics CoreNext (GCN), a AMD encerrará o suporte via drivers para a arquitetura até a 3ª geração. Outras placas de vídeo afetadas pelo fim das atualizações serão as séries 200, 300 e Fury.

O driver Radeon 21.5.2 foi o último da AMD para as placas de vídeo com GPUs baseadas na arquitetura GCN, lançada em 2011. Com isso, a fabricante focará seu apoio nas placas com tecnologias mais recentes: PolarisVegaRDNA1RDNA 2 e a futura RDNA 3, prevista para chegar em 2022. A compatibilidade do software da Radeon para o Windows 7 baseado em 64-bit também foi encerrado.

A empresa americana não comunicou com antecedência o fim e a morte (aperte F) dessa geração, ao contrário do que fez a Nvidia com o fim do suporte da geração Kepler. Por mais que a decisão pegue muitos consumidores de surpresa, a tecnologia  da Graphics CoreNext já havia cumprido a sua missão e sendo ultrapassada por novos modelos, tanto da própria AMD quanto da Nvidia. Quem ainda possui alguma dessas placas baseadas na arquitetura GCN poderá receber alguma atualização de driver em situações de segurança.


Adeus! Fonte: Reprodução/AMD

- Continua após a publicidade -

A tecnologia Graphics CoreNext foi lançada em 2011 e contou com 5 gerações de GPUs até ser substituída pela arquitetura RDNA 1 em 2019. As três primeiras gerações foram batizadas com nomes de ilhas, como Southern Islands, Fiji e Tonga. A Série 400 e 500, das duas últimas gerações respectivamente, inauguraram os GPUs Polaris. Ainda na quinta geração, chegou a Radeon RX Vega series

Após o Navi na arquitetura RDNA 1 (de Radeon DNA), a AMD lançou o seu GPU Big Navi em outubro de 2020 na nova RDNA 2. As primeiras placas da nova arquitetura chegaram no mercado em novembro, com mais modelos de GPUs sendo lançado em dezembro e em março deste ano, como a série Radeon RX 6700 XT

Fonte: Tech Powerup, WCCF Tech
  • Redator: Felipe Freitas

    Felipe Freitas

    Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia, adora jogos com histórias bem feitas e de esportes (já que é ruim praticando).

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.