Créditos: Reprodução/Tech PowerUp

Nvidia pode não cumprir prazo de compra da ARM até março de 2022

Prazo para finalizar compra pode ser extendido até setembro do ano que vem
Por Felipe Freitas 17/06/2021 18:17 | atualizado 17/06/2021 18:21 Comentários Reportar erro

A Nvidia pode não cumprir sua parte no acordo com a Softbank para a compra da ARM, segundo a Reuters. O pedido para avaliação da compra, que deve ser enviado para a Comissão Europeia ainda não foi preenchido. Ao mesmo tempo, a Comissão só deve avaliar o negócio após as férias do verão europeu.

Caso a Nvidia não consiga finalizar a compra da ARM até março, ela poderia aumentar o prazo com a Softbank (atual/antiga proprietária da empresa) até setembro de 2022. Porém, após março, qualquer uma das partes pode cancelar o negócio de 40 bilhões de dólares. A Nvidia pagaria US$ 1,25 bilhões em caso de desistência da compra.

A Nvidia precisa de aprovação das entidades reguladores dos Estados Unidos, China e União Europeia para oficializar a compra. Na sua terra natal, a empresa sofre com a pressão que concorrentes e clientes da ARM estão impondo nos órgãos reguladores. Microsoft, Google e Qualcomm pediram investigações de antitruste (no geral, práticas anticompetitivas) na fusão entre as duas.


Sede da Nvidia. Fonte: Reprodução/Nvidia

Já a China pode demorar até 18 meses para tomar uma decisão. Contudo, neste caso, a Nvidia já entrou com pedido de aprovação da aquisição. A pedra no sapato aparenta estar no ocidente, onde o governo britânico entrou com uma ação judicial contra a compra alegando motivos de segurança nacional.

- Continua após a publicidade -

Ainda que a Nvidia entre essa semana com o pedido de aprovação da aquisição, a análise da Comissão Europeia só seria feita após o recesso do verão europeu - a nova estação começa na próxima segunda.

Somado a novela da empresa, é uma "tradição" receber uma confirmação informal dos reguladores que a empresa pode iniciar o processo. A letra da lei diz que uma empresa pode entrar com o pedido a qualquer momento, mas de acordo com um advogado da área entrevista pela Reuters, a Nvidia tomar essa atitude prejudicaria a relação com a comissão.

A empresa lançou um comunicado afirmando que as conversas com as diversas comissões reguladores estão sendo construtivas e detalhistas sobre a negociação e que fecharão a compra no início de 2022.

Fonte: Reuters, Tom's Hardware
  • Redator: Felipe Freitas

    Felipe Freitas

    Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia, adora jogos com histórias bem feitas e de esportes (já que é ruim praticando).

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.