Créditos: Razer

Razer investe em robôs da ClearBot para limpar os oceanos

No dia Mundial dos Oceanos, Razer continua com sua iniciativa Green Fund

A Razer anunciou hoje, dia 8 de junho, o Dia Mundial dos Oceanos, um investimento na empresa chinesa ClearBot, para contribuir com seu projeto de criar robôs inteligentes para limpeza dos mares. A iniciativa faz parte do Razer Green Fund, um fundo de investimentos criado pela Razer para investir em projetos ecológicos de empresas menores.

Segundo a divulgação da empresa, a colaboração com a ClearBot não vai ficar apenas no investimento financeiro. A Razer diz que seus especialistas vão trabalhar com a pequena empresa de Hong Kong no desenvolvimento de seus robôs antes de lançá-los aos oceanos.

"Os engenheiros líderes e designers da Razer voluntariaram seu tempo pessoal e expertise técnica para ajudar a tornar o protótipo deles em um produto escalável, que posso ser comercializado em massa. Aproveitando o conhecimento extensivo da Razer e know-how de manufatura, a ClearBot foi capaz de evoluir o design de seu robô em algo que é mais inteligente e eficiente.

"Os engenheiros líderes e designers da Razer voluntariaram seu tempo pessoal e expertise técnica para ajudar a tornar o protótipo deles em um produto escalável, que posso ser comercializado em massa. Aproveitando o conhecimento extensivo da Razer e know-how de manufatura, a ClearBot foi capaz de evoluir o design de seu robô em algo que é mais inteligente e eficiente.

O novo e completamente automatizado robô é equipado com IA de ponta e capacidades de machine learning que podem detectar plásticos marinhos dentro de até dois metros em águas revoltas. O robô pode coletar até 250 kg de plástico em um único ciclo, enquanto funciona com energia solar."
Patricia Liu, chefe de pessoal da Razer

O novo e completamente automatizado robô é equipado com IA de ponta e capacidades de machine learning que podem detectar plásticos marinhos dentro de até dois metros em águas revoltas. O robô pode coletar até 250 kg de plástico em um único ciclo, enquanto funciona com energia solar."
Patricia Liu, chefe de pessoal da Razer

- Continua após a publicidade -

A presença de plástico nos oceanos é problema maior do que a maioria das pessoas conhece. De acordo com dados de 2018 da organização Earthday, estima-se que um caminhão inteiro de plástico seja despejado no oceano a cada minuto. Já existe tanto plástico no mar que em alguns lugares verdadeiras ilhas de plástico se formaram. São cinco delas ao redor do mundo, com algumas chegando ao tamanho de estados como o Texas. Se o ritmo de despejo não for alterado, estima-se que até 2050 vai ter mais plástico no mar do que peixes, em termos de peso total absoluto.

Esse plástico é quebrado com o tempo, mas não decomposto. Ele fica apenas menor e vira microplástico, podendo ser ingerido pela vida marinha, causando danos não somente às espécies que vivem lá, mas podendo chegar também de volta aos humanos pela cadeia alimentar.

Fonte: PCGamer
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.