Créditos: Reprodução/Nvidia

GPUs da linha GeForce não chegarão tão cedo aos smartphones, diz CEO da NVIDIA

Jensen Huang comentou sobre o recente anúncio da parceria entre Samsung e AMD, que levará a linha Radeon aos aparelhos com chip Exynos
Por Pedro Henrique 04/06/2021 15:38 | atualizado 05/06/2021 13:14 Comentários Reportar erro

Durante a Computex 2021, que está acontecendo nesse começo de junho em Taiwan, a AMD anunciou de forma surpreendente uma parceria com a fabricante sul-coreana Samsung, que levará as GPUs baseadas em RDNA 2 para os chips Exynos. Entretanto, para quem esperava uma possível resposta por parte de sua principal rival nesse mercado, a Nvidia, isso não deverá acontecer tão cedo.

Em entrevista para a imprensa, o CEO da NvidiaJensen Huang, disse que a empresa não tem planos para levar sua linha de GPUs GeForce para o segmento mobile tão cedo. Essa possibilidade foi levantada pelo fato de que a companhia anunciou no final do ano passado a aquisição da ARM, uma das principais empresas de semicondutores do mundo e que trabalha principalmente com SoCs para smartphones, o que podia indicar uma investida da Nvidia nesse setor.

Jogos com ray tracing são bem grandes, para ser honesto. O conjunto de dados é enorme, e vai chegar a hora para isso. Quando o momento for certo, nós talvez consideraremos isso [levar as GPUs GeForce para os smartphones].

Apesar de ser conhecida mundialmente pelas suas placas de vídeo para computadores, a Nvidia já tentou investir no passado no mercado de smartphones, com SoCs da linha Tegra. Esses chips equiparam alguns aparelhos como Motorola Atrix 4G, Samsung Galaxy R e o Google Nexus 7, porém acabaram não atingindo o sucesso esperado pela empresa.

Entretanto, isso não significa que Nvidia está ignorando o segmento mobile, que vem crescendo cada vez mais ao longo dos anos, onde a empresa pretende apostar suas fichas através do GeForce Now. Segundo Jensen, o atual plano é tentar levar o serviço de streaming de jogos da empresa para a maior quantidade de dispositivos com tela possíveis, seja ele um smartphone, TV, notebook, entre outros.

- Continua após a publicidade -

É assim que nós gostaríamos de alcançar dispositivos Android, dispositivos Chrome, dispositivos iOS, dispositivos Mac OS, dispositivos Linux, todo tipo de dispositivo, seja na TV, mobile ou PC. Eu acredito que, para nós, no momento, essa é a melhor estratégia.

Por fim, o CEO da Nvidia respondeu sobre a possibilidade da empresa em investir na fabricação de seus próprios chips. Segundo ele, a fabricante não tem planos para isso e continuará com sua parceria com a TSMC e outras empresas para isso, alegando que “você poderia construir uma fábrica, mas não será uma boa fundição”.

Via: XDA-Developers, Mundo Conectado Fonte: ZDNet
  • Redator: Pedro Henrique

    Pedro Henrique

    Formado em Informática e tecnólogo em Jogos Digitais, amante de games (principalmente os de corrida), curte uns hardwares e assim como Pink e o Cérebro, buscando o plano para dominar o mundo.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.