Créditos: Divulgação: Nvidia

Agora dá para fazer assinatura e ter a performance de um supercomputador Nvidia DGX

Empresa apresentou sua forma de democratizar acesso a HPC
Por Diego Kerber 02/06/2021 12:15 | atualizado 02/06/2021 12:37 Comentários Reportar erro

A Nvidia apresentou durante a Computex 2021 uma nova forma de dar acesso a desenvolvedores do poder computacional da plataforma Nvidia DGX, sua linha de servidores e estações de trabalho aceleradas por GPGPUs baseads em suas placas de video. O Nvidia Base Command Platform possibilita que empresas e desenvolvedores paguem uma mensalidade para ter acesso através da nuvem da performance desses sistemas.

A iniciativa é uma cooperação entre a Nvidia e a NetApp, que viabilizam através de assinaturas mensais acessar através de uma interface simples os recursos de processamento, com um desenvolvimento através de interfaces gráficas além de APIs via linhas de comando, trabalhando de forma compartilhada  e trazendo recursos de monitoramento e relatórios.

O objetivo dessa iniciativa é tornar possível para um desenvolvedor ou uma empresa ter acesso a tecnologia de HPC da Nvidia porém sem a necessidade de investir em hardware. Assim é possível fazer um trabalho localizado ou, em um projeto em fases iniciais, verificar a viabilidade do uso das ferramentas da plataforma da Nvidia, implementar os recursos para, validando a eficácia da ferramenta, posteriormente realizar o investimento em hardware de forma definitiva.

Essa solução tem como objetivo flexibilizar e facilitar o trabalho de cientistas e pesquisadores, que podem atuar sem a necessidade de investir em hardware ou fazer o gerenciamento da parte de Ti, tendo a disposição múltiplas GPUs Nvidia A100 atuando no processamento de seus ciclos de Inteligência Artificial (AI).

- Continua após a publicidade -

A plataforma DGX traz algumas especificações impressionantes, que incluem:

- 8 GPUs de Tensor Core NVIDIA A100.
- 6 estruturas de interconexão NVIDIA NVSwitch com tecnologia NVIDIA NVLink de terceira geração.
- Interfaces de rede NVIDIA Mellanox ConnectX-6 HDR de 200GB por segundo.
- Computação em rede e mecanismos de aceleração Mellanox (RDMA, GPUDirect, SHARP).
- Armazenamento interno de 15TB Gen4 NVMe.
- Tecnologia de software NVIDIA DGX.

Claro que, falando de High Performance Computing, ser mais acessível está longe ainda de ser algo barato. O Nvidia Base Command Platform está atualmente em acesso antecipado, com um custo mensal de US$  90 mil dólares. A assinatura é feita através do contato com a NetApp.

Fonte: Nvidia Newsroom
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.